26 C
Kōnan
quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim

A polícia de Hong Kong prendeu o fundador de um jornal crítico de Pequim e outras seis pessoas por suspeita de violação da nova lei de segurança nacional para o território.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Plano global de vacina possui 167 membros diz OMS

Plano global de vacina possui 167 membros diz OMS O diretor da Organização Mundial da Saúde disse que 167 países e territórios aderiram a um...

Começa a campanha “Go To Eat” no Japão

Começa a campanha "Go To Eat" no Japão O programa japonês "Go To Eat", que incentiva as pessoas a jantar fora, começou nesta quinta-feira (1º)....

Bolsa de Valores de Tóquio suspende as negociações

Bolsa de Valores de Tóquio suspende as negociações A Bolsa de Valores de Tóquio suspendeu todas as negociações devido a problemas no sistema. Ela diz...

China anuncia prisão de 12 manifestantes de Hong kong

China anuncia prisão de 12 manifestantes de Hong kong Promotores chineses dizem ter prendido formalmente 12 ativistas pró-democracia de Hong Kong que foram detidos por...

Bolsonaro lamenta declarações de Biden sobre Amazônia

Bolsonaro lamenta declarações de Biden sobre Amazônia O presidente Jair Bolsonaro lamentou nesta quarta-feira (30) as declarações do candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe...

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim

A polícia de Hong Kong prendeu o fundador de um jornal crítico de Pequim e outras seis pessoas por suspeita de violação da nova lei de segurança nacional para o território.

A polícia informa que Jimmy Lai e os outros suspeitos conspiraram com as forças estrangeiras para prejudicar a segurança nacional. Mas eles não explicaram sobre sua suposta violação da lei.

Lai é conhecido por suas atividades de conscientização internacional sobre os problemas enfrentados por Hong Kong. Ele visitou os Estados Unidos em julho do ano passado para conversações com o Secretário de Estado Mike Pompeo.

Lai e outros 12 são, agora, processados por um evento não autorizado em junho, relembrando o massacre da Praça Tiananmen de 1989 em Pequim. Eles foram acusados de incitar as pessoas a participar do mesmo.

A polícia de Hong Kong tem intensificado a repressão contra pessoas com vínculos com países estrangeiros e ativistas proeminentes desde que a lei entrou em vigor, no final de junho.

No mês passado, eles colocaram seis pessoas, que estão envolvidas em atividades pró-democracia no exterior ,em uma lista de procurados por, supostamente, violarem a legislação.

SourceNHK World

Artigos relacionados

Plano global de vacina possui 167 membros diz OMS

Plano global de vacina possui 167 membros diz OMS O diretor da Organização Mundial da Saúde disse que 167 países e territórios aderiram a um...

China anuncia prisão de 12 manifestantes de Hong kong

China anuncia prisão de 12 manifestantes de Hong kong Promotores chineses dizem ter prendido formalmente 12 ativistas pró-democracia de Hong Kong que foram detidos por...

Bolsonaro lamenta declarações de Biden sobre Amazônia

Bolsonaro lamenta declarações de Biden sobre Amazônia O presidente Jair Bolsonaro lamentou nesta quarta-feira (30) as declarações do candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Bolsonaro lamenta declarações de Biden sobre Amazônia

0
Bolsonaro lamenta declarações de Biden sobre Amazônia O presidente Jair Bolsonaro lamentou nesta quarta-feira (30) as declarações do candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe...
Translate »