Guilherme & Benuto gravam DVD em formato inédito “Drive In 360”

No dia (18) de Julho, Guilherme & Benuto gravaram, em Piracicaba, cidade do interior do Estado de São Paulo, o segundo DVD da carreira. O registro aconteceu de forma inédita, “Drive In 360”, no estacionamento do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba. O projeto contou com as participações especiais, de forma virtual, de Dilsinho, o duo mexicano Río Roma e do DJ Guga.

O DVD reuniu apenas convidados. Com capacidade para 80 carros, que foram todos posicionados em volta do palco, por ordem de chegada, com limite de quatro pessoas cada um, respeitando as indicações do distanciamento social. Foram seguidos todos os protocolos de higiene e segurança determinadas pelos órgãos de saúde, como o uso de álcool gel, higienização de todos os setores, além da utilização de máscaras de todos os prestadores de serviços.

No repertório do DVD, além da regravação dos sucessos “Flor que se cheira” e “3 batidas”, da dupla, 13 músicas inéditas. A produção musical ficou a cargo de Ivan Miyazato. A direção de vídeo coube ao Fernando Trevisan (Catatau).

No mês de maio, a dupla liberou, no Youtube, a canção “Cá entre nós”. Inédita e autoral, a faixa ganhou um vídeo, gravado no período de isolamento social, na casa dos dois irmãos. Com uma boa dose de sofrimento, a música fala da mistura de bebida, orgulho e carência. Além da dupla, Ruan Soares também assina a composição da faixa. A produção musical ficou a cargo de Ivan Miyazato. O clipe, em preto e branco, tem direção de Vinícius Calazans, e mostra Guilherme & Benuto interpretando a canção.

Vale destacar também o DVD “Amando, Bebendo e Sofrendo”, o primeiro projeto da dupla, as faixas “Flor que se cheira”, “3 batidas”, “Declaração pro bar” que alcançaram números significativos nas rádios, plataformas digitais e redes sociais. “Flor que se cheira”, ultrapassou a marca de 94 milhões de visualizações, no Youtube, enquanto que “3 batidas”, 99 milhões e “Declaração pro bar” 53 milhões.

Gui e Nuto nasceram em Campinas, interior do Estado de São Paulo, e descobriram a música ainda crianças. Gui começou a tocar sanfona aos nove anos. Nuto, que é formado em música erudita e já fez parte de cinco orquestras sinfônica, descobriu a paixão pelo violino aos 11 anos. Incentivados pelo pai, Gui e Nuto começaram a tocar chorinho, forró, samba e música instrumental em botecos e bares.

Durante uma década de Villa Baggage, os irmãos participaram diretamente de todos os projetos gravados pelo trio, como o CD Abelha Sem Mel, o clipe da música “Abrindo o coração”, o DVD “Do Nosso Jeito” – totalmente autoral – além do clipe da última música de trabalho, “Pijama de ursinho”. Vale destacar também as faixas de sucesso: “Localização” que contou com a participação de Maiara & Maraisa, “Chorando na calçada”, e “Abelha sem mel”, com a participação de Henrique & Juliano.

Como renomados compositores do meio sertanejo, eles escreveram sucessos que foram interpretados por grandes artistas: “Pergunta boba” (Jorge & Mateus), “Mel e limão” e “Arco íris preto e branco” (Jads &a Jadson), “Com você” (Felipe Araújo), “Musa da praia” (Lucas Lucco), “Foi no bar perdeu o lugar” (Thaeme & Thiago), “Avisei na portaria”, “Joga água na língua” e “Pensa bem” (Israel & Rodolffo), “Muito prazer e procura-se” (João Neto & Frederico), “Orgulho trouxa” e “Até Deus dúvida” (Guilherme & Santiago), “Mel e limão” (Loubet), “Varanda por janela” (Kleo Dibah) e “Traição à queima roupa” (Cristiano Araújo), entre outras.

Para ouvir suas músicas e conhecer um pouco mais de Guilherme & Benuto, acesse o site www.guilhermeebenuto.com.br


ESTRATEGIC ASSESSORIA E COMUNICAÇÃO
Assessor de Imprensa – Diego Vivan
[email protected]
www.estrategicassessoria.com
(19) 9 9218 8645 / (19) 3883 4386

Da Redação by Cleo Oshiro
Artigo anteriorVazamento de petróleo nas Ilhas Mauritius pode danificar eco-sistema local
Próximo artigoGrã-Bretanha assegura acordos para mais 2 vacinas
Cleo Oshiro
Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não. Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site