30.6 C
Kōnan
segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Pessoas expostas à “chuva negra” após a bomba atômica ganham causa

Um tribunal distrital reconheceu, pela primeira vez, que as pessoas que foram expostas à chuva radioativa, imediatamente após o bombardeio atômico de Hiroshima, em 1945, como "hibakusha", ou pessoas que sofreram com o bombardeio.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão O número de pessoas usando transporte público no Japão é muito menor do que o normal...

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim A polícia de Hong Kong prendeu o fundador de um jornal crítico de Pequim e outras...

Atenção com forte calor e tempestades tropicais

Atenção com forte calor e tempestades tropicais O forte calor continuou no Japão nesta segunda-feira (10), com temperaturas máximas de 38 graus Celsius em algumas...

Secretário de Saúde dos EUA encontra com presidente de Taiwan em Taipei

Secretário de Saúde dos EUA encontra com presidente de Taiwan em Taipei O Secretário de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, Alex Azar, manteve conversações...

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano O presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste domingo (9), de uma videoconferência com outros chefes de Estado...

Pessoas expostas à “chuva negra” após a bomba atômica ganham causa

Um tribunal distrital reconheceu, pela primeira vez, que as pessoas que foram expostas à chuva radioativa, imediatamente após o bombardeio atômico de Hiroshima, em 1945, como “hibakusha”, ou pessoas que sofreram com o bombardeio.

Em 2015, um total de 84 demandantes, incluindo residentes locais entre 75 e 96 anos de idade e familiares enlutados, entrou com uma ação judicial contra a cidade de Hiroshima e a província de Hiroshima.

Eles alegaram ter sofrido problemas de saúde devido à exposição ao que é conhecido como “chuva negra” contendo substâncias radioativas, e exigiram que lhes fossem emitidos certificados reconhecendo-os como sobreviventes do bombardeio atômico de 75 anos atrás.

Os governos municipais e da província alegaram que não há provas sólidas de que os residentes tenham sido expostos a uma quantidade de materiais radioativos que causariam problemas de saúde.

Nesta quarta-feira (29), no Tribunal Distrital de Hiroshima, o juiz presidente, Takashima Yoshiyuki, descreveu o testemunho dos demandantes como razoável. Ele disse que seus registros de saúde mostram que eles desenvolveram doenças que se acredita estarem ligadas às consequências do bombardeio atômico, o que os torna elegíveis para os certificados de “hibakusha”.

SourceNHK World

Artigos relacionados

Tóquio confirma 197 casos de coronavírus chinês nesta segunda-feira (10)

Tóquio confirma 197 casos de coronavírus chinês nesta segunda-feira (10) O governo metropolitano de Tóquio confirmou que 197 pessoas foram infectadas com o novo coronavírus...

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão O número de pessoas usando transporte público no Japão é muito menor do que o normal...

Atenção com forte calor e tempestades tropicais

Atenção com forte calor e tempestades tropicais O forte calor continuou no Japão nesta segunda-feira (10), com temperaturas máximas de 38 graus Celsius em algumas...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano

0
Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano O presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste domingo (9), de uma videoconferência com outros chefes de Estado...
Translate »