30.6 C
Kōnan
segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Coreia do Norte bloqueia Kaesong por medo do coronavírus chinês

A mídia estatal norte-coreana informa que uma pessoa, possivelmente infectada com o coronavírus chinês, voltou ao país ilegalmente há uma semana.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão O número de pessoas usando transporte público no Japão é muito menor do que o normal...

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim A polícia de Hong Kong prendeu o fundador de um jornal crítico de Pequim e outras...

Atenção com forte calor e tempestades tropicais

Atenção com forte calor e tempestades tropicais O forte calor continuou no Japão nesta segunda-feira (10), com temperaturas máximas de 38 graus Celsius em algumas...

Secretário de Saúde dos EUA encontra com presidente de Taiwan em Taipei

Secretário de Saúde dos EUA encontra com presidente de Taiwan em Taipei O Secretário de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, Alex Azar, manteve conversações...

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano O presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste domingo (9), de uma videoconferência com outros chefes de Estado...

Coreia do Norte bloqueia Kaesong por medo do coronavírus chinês

A mídia estatal norte-coreana informa que uma pessoa, possivelmente infectada com o coronavírus chinês, voltou ao país ilegalmente há uma semana.

O jornal do partido dominante na Coreia do Norte, Rodong Sinmun, escreveu neste domingo que o ditador do país, Kim Jong Un, ordenou que a cidade de Kaesong, perto da fronteira com a Coreia do Sul, fosse bloqueada.

O jornal noticiou que a pessoa havia desertado para a Coreia do Sul há três anos atrás. Diz que o “fugitivo” entrou em Kaesong no dia 19 de julho.

O jornal noticiou que Kim presidiu a reunião de emergência do Bureau Político do Comitê Central do partido neste sábado (25).

O jornal acrescenta que Kim advertiu sobre uma situação crítica na qual o “vírus cruel” poderia ter entrado no país.

Diz que, sob sua instrução, a reunião adotou a decisão de implementar o sistema de máxima emergência no país.

Os membros da reunião, alegadamente, abordaram a questão do desempenho negligente da guarda de fronteira e discutiram uma punição severa da unidade militar que permitiu a travessia ilegal.

Pyongyang tem insistido, até agora, que não houve casos confirmados de infecção pelo coronavírus chinês no país.

A economia da Coreia do Norte foi severamente atingida, pois proibiu vôos e trens de e para a China e Rússia por cerca de seis meses como medida preventiva contra o vírus chinês.

SourceNHK World

Artigos relacionados

Tóquio confirma 197 casos de coronavírus chinês nesta segunda-feira (10)

Tóquio confirma 197 casos de coronavírus chinês nesta segunda-feira (10) O governo metropolitano de Tóquio confirmou que 197 pessoas foram infectadas com o novo coronavírus...

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão O número de pessoas usando transporte público no Japão é muito menor do que o normal...

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim A polícia de Hong Kong prendeu o fundador de um jornal crítico de Pequim e outras...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano

0
Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano O presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste domingo (9), de uma videoconferência com outros chefes de Estado...
Translate »