33.3 C
Kōnan
segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Brasil: Bolsonaro sanciona lei sobre validade indeterminada de receitas

O presidente Jair Bolsonaro sancionou o Projeto de Lei 848/2020, que determina que receitas médicas ou odontológicas sujeitas a prescrição e de uso contínuo tenham prazo de validade indeterminado. O projeto foi originário da Câmara dos Deputados e foi aprovado no Senado no início de julho. A sanção será publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (28).

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão

Coronavírus chinês prejudica as viagens de verão no Japão O número de pessoas usando transporte público no Japão é muito menor do que o normal...

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim

Polícia de Hong Kong prende fundados de jornal anti-Pequim A polícia de Hong Kong prendeu o fundador de um jornal crítico de Pequim e outras...

Atenção com forte calor e tempestades tropicais

Atenção com forte calor e tempestades tropicais O forte calor continuou no Japão nesta segunda-feira (10), com temperaturas máximas de 38 graus Celsius em algumas...

Secretário de Saúde dos EUA encontra com presidente de Taiwan em Taipei

Secretário de Saúde dos EUA encontra com presidente de Taiwan em Taipei O Secretário de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, Alex Azar, manteve conversações...

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano O presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste domingo (9), de uma videoconferência com outros chefes de Estado...

Brasil: Bolsonaro sanciona lei sobre validade indeterminada de receitas

O presidente Jair Bolsonaro sancionou o Projeto de Lei 848/2020, que determina que receitas médicas ou odontológicas sujeitas a prescrição e de uso contínuo tenham prazo de validade indeterminado. O projeto foi originário da Câmara dos Deputados e foi aprovado no Senado no início de julho. A sanção será publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (28).

As regras valem para o período da pandemia no país e não incluem medicamentos de uso controlado, como tarja preta e antibióticos. Bolsonaro vetou um trecho do projeto que autorizava a retirada do medicamento por terceiros, sem a presença do titular da receita, com a apresentação de uma declaração.

Na justificativa para o veto, a Secretaria-Geral da Presidência da República explicou que “o dispositivo cria uma exigência que poderá vir a ser estendida a todos os casos e, por consequência, burocratizar o atendimento nas farmácias”.

Artigos relacionados

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano O presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste domingo (9), de uma videoconferência com outros chefes de Estado...

Covid-19 Brasil: 3.035.422 casos confirmados, 2.118.460 recuperados, 101.049 óbitos e 815.913 em recuperação

Covid-19 Brasil: 3.035.422 casos confirmados, 2.118.460 recuperados, 101.049 óbitos e 815.913 em recuperação O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (9), novos números sobre a...

Covid-19 Brasil: 3.012.412 casos confirmados, 2.094.293 recuperados, 100.477 óbitos e 817.642 em recuperação

Covid-19 Brasil: 3.012.412 casos confirmados, 2.094.293 recuperados, 100.477 óbitos e 817.642 em recuperação O Brasil atingiu neste sábado (8) o número de 100 mil 477...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano

0
Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano O presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã deste domingo (9), de uma videoconferência com outros chefes de Estado...
Translate »