24.2 C
Kōnan
quinta-feira, 9 de julho de 2020

Abe desiste de mudar o início das aulas para setembro, por enquanto

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, desistiu efetivamente dos planos de mudar o início do ano letivo do país de abril para setembro.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Japão flexibilizará as restrições sobre as aglomerações

Japão flexibilizará as restrições sobre as aglomerações O governo japonês instruiu as 47 prefeituras do país a tomarem as devidas medidas ao aprovar uma nova...

Chuvas torrenciais podem atingir extensas áreas do Japão

Chuvas torrenciais podem atingir extensas áreas do Japão Uma persistente frente de precipitação sazonal pode trazer chuvas torrenciais no oeste e leste do Japão até...

Terremoto de M4.7 atinge a região de Kanto

Terremoto de M4.7 atinge a região de Kanto Um terremoto de magnitude 4,7 atingiu a região de Kanto por volta das 6:05 da manhã desta...

Passa de 150 o número de casos novos do coronavírus chinês no Japão

Passa de 150 o número de casos novos do coronavírus chinês no Japão As autoridades japonesas informaram nesta quarta-feira (8), que mais 157 pessoas foram...

SAAB inicia a produção do Gripen no Brasil

SAAB inicia a produção do Gripen no Brasil A SAAB Aeronáutica Montagens (SAM), primeira fábrica de aeroestruturas da SAAB fora da Suécia para o novo...

Abe desiste de mudar o início das aulas para setembro, por enquanto

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, desistiu efetivamente dos planos de mudar o início do ano letivo do país de abril para setembro.

Abe disse a uma equipe de trabalho do Partido Liberal Democrata- PLD, que introduzir a mudança proposta é difícil, por enquanto.

Governadores de Tóquio e outras províncias pediram para começar o ano em setembro, em meio ao fechamento de escolas devido ao surto do coronavírus chinês.

A equipe do PLD, liderada pelo ex-ministro da Educação Shibayama Masahiko, estudou o assunto e apresentou um relatório resumindo seus pontos de vista.

Ele disse que a mudança do ano letivo precisa de um consenso nacional e tempo para se preparar, e que seria difícil implementar o plano num futuro próximo, como o ano letivo atual ou o próximo.

A equipe também sugeriu que o governo estude o assunto ouvindo ampla e cuidadosamente as opiniões de especialistas e membros do público.

Por sua vez, Abe disse que o governo está trabalhando com as autoridades locais para garantir o direito dos estudantes de aprender na situação social atual, após suspensão do estado de emergência em todo o país.

Ele indicou que a mudança proposta para o início do ano letivo envolve a revisão de leis relacionadas e que é difícil fazer a mudança dessa forma para o ano corrente ou próximo.

SourceNHK World

Artigos relacionados

Shinjuko, em Tóquio, fornecerá ajuda financeira a residentes infectados

Shinjuko, em Tóquio, fornecerá ajuda financeira a residentes infectados Autoridades de Shinjuku, Tóquio, informam que oferecerão 100.000 ienes, ou cerca de 930 dólares, aos residentes...

Japão flexibilizará as restrições sobre as aglomerações

Japão flexibilizará as restrições sobre as aglomerações O governo japonês instruiu as 47 prefeituras do país a tomarem as devidas medidas ao aprovar uma nova...

Chuvas torrenciais podem atingir extensas áreas do Japão

Chuvas torrenciais podem atingir extensas áreas do Japão Uma persistente frente de precipitação sazonal pode trazer chuvas torrenciais no oeste e leste do Japão até...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

SAAB inicia a produção do Gripen no Brasil

0
SAAB inicia a produção do Gripen no Brasil A SAAB Aeronáutica Montagens (SAM), primeira fábrica de aeroestruturas da SAAB fora da Suécia para o novo...
Translate »