22.9 C
Kōnan
quinta-feira, 9 de julho de 2020

Executiva da Huawei perde ação judicial no Canadá

Um juiz canadense decidiu que o processo de extradição dos EUA contra a executiva da Huawei, Meng Wanzhou, deve prosseguir para a próxima etapa.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Chuvas torrenciais podem atingir extensas áreas do Japão

Chuvas torrenciais podem atingir extensas áreas do Japão Uma persistente frente de precipitação sazonal pode trazer chuvas torrenciais no oeste e leste do Japão até...

Terremoto de M4.7 atinge a região de Kanto

Terremoto de M4.7 atinge a região de Kanto Um terremoto de magnitude 4,7 atingiu a região de Kanto por volta das 6:05 da manhã desta...

Passa de 150 o número de casos novos do coronavírus chinês no Japão

Passa de 150 o número de casos novos do coronavírus chinês no Japão As autoridades japonesas informaram nesta quarta-feira (8), que mais 157 pessoas foram...

SAAB inicia a produção do Gripen no Brasil

SAAB inicia a produção do Gripen no Brasil A SAAB Aeronáutica Montagens (SAM), primeira fábrica de aeroestruturas da SAAB fora da Suécia para o novo...

China abre novo escritório de segurança em Hong Kong

China abre novo escritório de segurança em Hong Kong A China abriu um novo escritório de segurança em Hong Kong, reforçando ainda mais o seu...

Executiva da Huawei perde ação judicial no Canadá

Um juiz canadense decidiu que o processo de extradição dos EUA contra a executiva da Huawei, Meng Wanzhou, deve prosseguir para a próxima etapa.

A diretora financeira da gigante chinesa de telecomunicações foi presa no Canadá em dezembro de 2018, a pedido dos Estados Unidos, sob suspeita de fazer negócios com o Irã em violação às sanções dos EUA.

Meng enfrenta acusações de fraude nos Estados Unidos.

Segundo a lei canadense, ela não seria extraditada a menos que suas ações que constituem um crime nos EUA também sejam consideradas ilegais no Canadá.

Meng alegou em audiência em janeiro que não cometeu um crime sob a lei canadense. Mas o tribunal indeferiu o seu pedido nesta quarta-feira (27).

A decisão final sobre a sua extradição para os Estados Unidos será tomada pelo ministro da Justiça do Canadá.

A Huawei emitiu uma declaração expressando decepção com a decisão do tribunal.

A empresa diz que continua a apoiar a busca de Meng por justiça e liberdade, e espera que o sistema judicial canadense venha a provar sua inocência.

SourceNHK World

Artigos relacionados

China abre novo escritório de segurança em Hong Kong

China abre novo escritório de segurança em Hong Kong A China abriu um novo escritório de segurança em Hong Kong, reforçando ainda mais o seu...

EUA restringem vistos a oficiais da China em relação ao Tibete

EUA restringem vistos a oficiais da China em relação ao Tibete O governo dos EUA informa que restringirá os vistos para alguns oficiais chineses porque...

Reino Unido pode rever o desempenho da Huawei na rede 5G

Reino Unido pode rever o desempenho da Huawei na rede 5G O embaixador da China no Reino Unido reagiu com veemência aos relatos de que...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

SAAB inicia a produção do Gripen no Brasil

0
SAAB inicia a produção do Gripen no Brasil A SAAB Aeronáutica Montagens (SAM), primeira fábrica de aeroestruturas da SAAB fora da Suécia para o novo...
Translate »