32.8 C
Kōnan
sábado, 15 de agosto de 2020

EUA indiciam 4 hackers militares chineses por roubo de dados

O Departamento de Justiça dos EUA indiciou quatro membros das forças armadas chinesas por roubar as informações pessoais de quase metade dos norte-americanos.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Residentes de Tóquio oram pelas vítimas de ataques aéreos dos EUA em 1945

Residentes de Tóquio oram pelas vítimas de ataques aéreos dos EUA em 1945 Moradores de um bairro de Tóquio lamentaram pelas pessoas que morreram em...

Trump ordena a venda das operações da TikTok nos EUA

Trump ordena a venda das operações da TikTok nos EUA O presidente dos EUA, Donald Trump, emitiu uma ordem executiva dirigida a uma empresa chinesa...

Sucesso a inauguração do Sandubas de Kosei

Sucesso a inauguração do Sandubas de Kosei Sucesso total a inauguração da hamburgueria Sandubas em Konan, província de Shiga, nesta sexta-feira (14). Com a presença em...

Tóquio confirma 385 novos casos de infecção por coronavírus chinês

Tóquio confirma 385 novos casos de infecção por coronavírus chinês O Governo Metropolitano de Tóquio confirma 385 novos casos de coronavírus chinês neste sábado (15). A...

Conselho de Segurança da ONU rejeita proposta dos EUA para estender o embargo de armas do Irã

Conselho de Segurança da ONU rejeita proposta dos EUA para estender o embargo de armas do Irã O Conselho de Segurança das Nações Unidas rejeitou...

EUA indiciam 4 hackers militares chineses por roubo de dados

O Departamento de Justiça dos EUA indiciou quatro membros das forças armadas chinesas por roubar as informações pessoais de quase metade dos norte-americanos.

O Procurador-Geral William Barr fez o anúncio em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (10).

Barr alegou que os quatro membros do Exército de Libertação do Povo Chinês invadiram os sistemas informáticos de uma grande agência de informação de crédito dos EUA.

Ele disse que os hackers obtiveram os nomes, datas de nascimento, números do seguro social e outras informações pessoais de quase 150 milhões de norte-americanos.

Barr descreveu o incidente como uma das maiores violações de dados da história.

Ele disse que durante anos, a China tem mostrado um apetite voraz pelos dados pessoais dos norte-americanos. Ele citou o roubo de registros pessoais do Escritório de Administração de Pessoal dos EUA, uma importante cadeia hoteleira, e uma companhia de seguros de saúde.

Barr disse que os dados que a China obteve têm valor econômico, sugerindo que a informação pode alimentar o desenvolvimento da inteligência artificial do país.

O Federal Bureau of Investigation – FBI, emitiu um alerta de procura para os quatro indivíduos, que se acredita estarem na China.

SourceNHK World

Artigos relacionados

Trump ordena a venda das operações da TikTok nos EUA

Trump ordena a venda das operações da TikTok nos EUA O presidente dos EUA, Donald Trump, emitiu uma ordem executiva dirigida a uma empresa chinesa...

Conselho de Segurança da ONU rejeita proposta dos EUA para estender o embargo de armas do Irã

Conselho de Segurança da ONU rejeita proposta dos EUA para estender o embargo de armas do Irã O Conselho de Segurança das Nações Unidas rejeitou...

Palestinos se opõem ao acordo Israel-Emirados Árabes Unidos

Palestinos se opõem ao acordo Israel-Emirados Árabes Unidos As pessoas em torno do Oriente Médio estão mostrando reações mistas sobre o acordo entre Israel e...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Noturnall lançou o DVD “Made In Russia”

0
Noturnall lançou o DVD “Made In Russia” Ao lado da banda norte-americana Disturbed, o Noturnall fez três shows em Moscou, Yakateremburgo e São Petesburgo há...
Translate »