Brasil: bombeiros recebem mais de 7 mil chamados devido às chuvas em São Paulo

As fortes chuvas que atingem São Paulo desde ontem (9) resultaram 7,6 mil chamados ao Corpo de Bombeiros desde a meia-noite de domingo (9) até as 16h30 desta segunda-feira (10), horário de Brasilia,  na capital paulista e região metropolitana de São Paulo.

Image © (Fortes chuvas castigam a capital paulista desde de domingo (9) a noite / Reprodução / via Agência Brasil) Feb/2020

Brasil: bombeiros recebem mais de 7 mil chamados devido às chuvas em São Paulo

As fortes chuvas que atingem São Paulo desde ontem (9) resultaram 7,6 mil chamados ao Corpo de Bombeiros desde a meia-noite de domingo (9) até as 16h30 desta segunda-feira (10), horário de Brasilia,  na capital paulista e região metropolitana de São Paulo.

Dentre o total de chamados, foram registradas 932 ocorrências de enchentes, 166 de desabamentos ou desmoronamentos e 182 de quedas de árvores. A orientação é não enfrentar as enchentes e, em caso de necessidade, acionar os Bombeiros por meio do telefone 193.

Até a tarde de hoje, foram quatro resgates, três deslocamentos para hemodiálises, um apoio em desmoronamento na zona leste da capital e oito voos com o Helicóptero Águia. Em um dos deslocamentos, na manhã desta segunda-feira, o helicóptero pousou em uma das pistas da ponte da Freguesia do Ó e realizou o resgate de uma criança e uma idosa que foram tiradas do trânsito e levadas para o Hospital Samaritano para fazer hemodiálise.

Volume de chuvas
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou, nesta segunda, 114 milímetros de precipitação na estação do Mirante de Santana, zona norte da capital paulista. É o segundo maior volume de chuva em São Paulo para um mês de fevereiro em 77 anos. De acordo com o Departamento de Águas e Energia Elétrica de São Paulo, o nível do Rio Pinheiros é o maior dos últimos 15 anos.

Por causa das chuvas, as aulas foram suspensas em 37 escolas da capital e o rodízio de veículos também foi suspenso.