Irã admite ter abatido avião ucraniano

Militares iranianos admitiram ter abatido o avião ucraniano que caiu perto de Teerã no início desta semana, mas diz que o fez involuntariamente e está culpando um erro humano.

Image © (Destroços do avião da companhia Ukrainian International Airlines, derrubado por militares iranianos / Reprodução / via DW) Jan/2020

Irã admite ter abatido avião ucraniano

Militares iranianos admitiram ter abatido o avião ucraniano que caiu perto de Teerã no início desta semana, mas diz que o fez involuntariamente e está culpando um erro humano.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano Mohammed Javad Zarif confirmou o anúncio.

Em um tweet, ele escreveu que uma conclusão inicial dos militares iranianos havia descoberto que um “erro humano” foi responsável pela tragédia. Ele também disse que as ações dos EUA tinham levado ao desastre.

Zarif expressou “profundo pesar, desculpas e condolências às pessoas afetadas”…incluindo outras nações.

O voo 752 da Ukraine International Airlines foi abatido na quarta-feira (8), pouco depois da descolagem de Teerã. Transportava quase 180 pessoas. Nenhuma delas sobreviveu.

O incidente aconteceu poucas horas depois de um ataque de mísseis iranianos a bases que acolhiam forças da coligação liderada pelos EUA no Iraque. O ataque foi uma vingança por um ataque com drones dos EUA que matou o terrorista iraniano Qassem Soleimani dias antes.

Alguns líderes ocidentais disseram, anteriormente, que tinham informações de que o Irã havia abatido o avião… possivelmente por engano.

O Primeiro Ministro canadense, Justin Trudeau, disse que as provas indicavam que um míssil iraniano era responsável.

A admissão do Irã marca uma reviravolta dramática em relação às suas alegações anteriores de que o acidente tinha sido causado por uma falha mecânica.

Os investigadores ainda estão analisando as caixas pretas do avião para obterem uma imagem completa do que aconteceu. Os dados incluem comunicações entre a tripulação na cabine de comando.