Humanos artificiais marcam maior feira de tecnologia do mundo

Humanos artificiais em 3D, com quem indivíduos podem interagir em várias situações e para distintas tarefas, foram a principal novidade da maior feira de tecnologia do mundo, a Consumer Electronics Show, realizada na última semana em Las Vegas, nos Estados Unidos. Entre os destaques também estiveram novos dispositivos inteligentes, especialmente veículos e equipamentos domésticos.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Última atualização em:
Total Global
Casos

Mortes

Recuperados

Active

O que acontece no Japão após a decretação do estado de emergência

O que acontece no Japão após a decretação do estado de emergência Mais de 60 países e regiões já declararam o estado de emergência. Eis...

Não haverá medidas repressivas da polícia sobre saídas não essenciais diz Abe

Não haverá medidas repressivas da polícia sobre saídas não essenciais diz Abe O Primeiro-Ministro Shinzo, Abe Shinzo, afirmou que pretende pedir às pessoas que fiquem...

Governo do Japão aprova pacote de ajuda econômica recorde

Governo do Japão aprova pacote de ajuda econômica recorde O Governo japonês aprovou medidas econômicas de emergência de proporções recorde para lidar com o impacto...

Sexta-feira (10) Tóquio anunciará as instalações que deverão ser fechadas

Sexta-feira (10) Tóquio anunciará as instalações que deverão ser fechadas A Governadora de Tóquio, Koike Yuriko, informa que as instalações que deverão ser fechadas, devido...

Abe explica a decisão para decretação do estado de emergência

Abe explica a decisão para decretação do estado de emergência O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, apelou às pessoas para que fiquem em casa e reduzam...

Humanos artificiais marcam maior feira de tecnologia do mundo

Humanos artificiais em 3D, com quem indivíduos podem interagir em várias situações e para distintas tarefas, foram a principal novidade da maior feira de tecnologia do mundo, a Consumer Electronics Show, realizada na última semana em Las Vegas, nos Estados Unidos. Entre os destaques também estiveram novos dispositivos inteligentes, especialmente veículos e equipamentos domésticos.

A Samsung roubou as atenções com o Neon, projeto que cria avatares digitais gerados por computador, simulando humanos artificiais que podem conversar e expressar emoções. Dados sobre imagens de pessoas e comportamento humano alimentam sistemas de aprendizado de máquina e inteligência artificial para gerar novos “seres”.

Eles são projetados em telas, ainda não em 3D. A diferença, prometem os responsáveis pelo projeto, é que não se trata de um vídeo, mas de um sistema que consegue reagir em tempo real, buscando espelhar atitudes de seres humanos (veja um exemplo)

No grupo de inovações inteligentes, uma que chamou a atenção foi o robô da Samsung, apelidado de Ballie, desenvolvido na forma de uma bola de tênis. Ele funciona como um assistente, não somente recebendo os comandos dos moradores, como interagindo com outros equipamentos da residência, acionando, desligando ou alterando parâmetros (veja o vídeo).

Carros voadores
Entre os vários automóveis expostos, a Uber e a Hyundai anunciaram um táxi voador que poderá ser usado para evitar o tráfego. A inovação não foi lançada, e um protótipo só deverá ser entregue em 2023. Ele dever ser 100% elétrico, atingir até 300 quilômetros por hora (km/h) e poderá até ser autônomo, sem a necessidade de um motorista.

Outra novidade foi um modelo da Sony (empresa especializada em áudio e vídeo, mas não integrante da indústria automotiva). A companhia lançou o carro elétrico, apontando-o como vanguarda em veículos inteligentes. O automóvel é equipado com 33 sensores internos e externos, conexão já compatível com 5G, assistentes para motoristas (confira).

Privacidade
Em meio a denúncias nos últimos anos, como a do uso de dados para manipulação eleitoral (como o do Cambridge Analytica) ou grandes vazamentos de dados (que atingiu do Facebook ao Uber), a privacidade surgiu como um aspecto de diversas inovações.

O sistema de segurança da Vayyar faz o monitoramento utilizando ondas de rádio, e não por meio de câmeras. Essa ferramenta vem sendo bastante questionada, como no caso do sistema de vídeo doméstico Ring, da Amazon, cuja falta de segurança foi denunciada no ano passado. O produto permite que o armazenamento seja feito em um servidor do morador, evitando acesso aos dados na nuvem.

Duas das maiores plataformas digitais do mundo, Google e Facebook aproveitaram a ocasião para anunciar novas ferramentas de privacidade. A primeira informou que seus assistentes virtuais, como o Nest, terão a possibilidade de apagar o registro de um comando de voz se o usuário assim solicitar ao equipamento. O Facebook criou novos recursos, com a promessa de facilitar o manejo pelos usuários das configurações de privacidade.

Dobráveis
Já sinalizados na edição do ano passado, os aparelhos “dobráveis” se multiplicaram. A nova forma começou nos smartphones. Mas, neste ano, a Lenovo mostrou um notebook que também pode ser movido dessa maneira. Ele estará disponível no mercado dos Estados Unidos por US$ 2.500 (R$ 10,1 mil).

A Samsung inovou no conceito ao expor não um monitor dobrável, mas curvo, com capacidade de dar outra impressão realista das imagens exibidas. Com cerca de 50 polegadas, ele tem como foco os jogadores de video-game.

Saúde
Muitas inovações focaram em benefícios à saúde. A startup AO apresentou uma máscara de ar pessoal batizada de Atmos. Ela cobre nariz e boca e, por meio de filtros específicos, purifica o ar que o usuário respira. O item será lançado em julho, ao preço de US$ 350 (R$ 1.425). A Segway S-Pot é uma cadeira de rodas motorizada que pode alcançar até 40 km/h. Ela pode ser controlada por um aparelho, como um joystick de video-game.

A MamaRoo lançou um berço eletrônico com recursos de balanço, de modo a simular cinco tipos de movimentação, de trajeto de carro a balanço de árvores. Além disso, o aparelho também emite sons que podem contribuir no relaxamento do bebê para dormir. Por meio da tecnologia bluetooth, os pais podem definir tempos e que recursos desejam usar por meio de um app. O produto custará US$ 329 (R$ 1340).

Brasil

Brasil: empresas criam movimento para evitar demissões durante pandemia do vírus chinês

Brasil: empresas criam movimento para evitar demissões durante pandemia do vírus chinês Com as medidas de fechamento de parte das empresas para diminuir a disseminação...

Standard & Poor’s reduz perspectiva da nota do Brasil para estável

Standard & Poor's reduz perspectiva da nota do Brasil para estável A agência de classificação de risco Standard & Poor's (S&P) reduziu de positiva para...

Brasil tem 553 mortes e 12 mil casos confirmados de coronavírus chinês

Brasil tem 553 mortes e 12 mil casos confirmados de coronavírus chinês O Brasil chegou a 553 mortes em razão da pandemia do novo coronavírus,...

Artigos relacionados

Prorrogado o isolamento em Luzon, nas Filipinas

Prorrogado o isolamento em Luzon, nas Filipinas O governo filipino prolongou até ao final deste mês as suas ordens de isolamento e quarentena na ilha...

Supercomputador “Fugaku” será utilizado na luta contra o coronavírus chinês

Supercomputador "Fugaku" será utilizado na luta contra o coronavírus chinês O supercomputador japonês de última geração "Fugaku" está sendo disponibilizado um ano antes do previsto...

Quarentena devido ao coronavírus chinês alimenta violência doméstica diz ONU

Quarentena devido ao coronavírus chinês alimenta violência doméstica diz ONU A Organização das Nações Unidas para o empoderamento das mulheres considera que a violência doméstica...
Translate »