26.9 C
Kōnan
sexta-feira, 10 de julho de 2020

China condena ex-presidente da Interpol

Um tribunal na China condenou o ex-presidente da Interpol, Meng Hongwei, a 13 anos e meio de prisão por aceitar subornos.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Brasil: Bolsonaro promete anúncio de novo ministro da Educação nesta sexta

Brasil: Bolsonaro promete anúncio de novo ministro da Educação nesta sexta O presidente Jair Bolsonaro deve anunciar o novo ministro da Educação nesta sexta-feira (10)....

Covid-19 Brasil: 1.755.779 casos confirmados, 69.184 mortes, 1.054.043 recuperados e 632.552 em recuperação

Covid-19 Brasil: 1.755.779 casos confirmados, 69.184 mortes, 1.054.043 recuperados e 632.552 em recuperação O Brasil registrou 69.184 mortes em função da pandemia do novo coronavírus....

Japão em alerta para mais chuvas torrenciais

Japão em alerta para mais chuvas torrenciais Autoridades na cidade de Hitoyoshi, Província de Kumamoto, sudoeste do Japão, dizem que não conseguem contatar 40 pessoas....

Mudança de atitude dos EUA é necessária para a desnuclearização diz Coreia do Norte

Mudança de atitude dos EUA é necessária para a desnuclearização diz Coreia do Norte Kim Yo Jong, a irmã do ditador norte-coreano, deu a entender...

Lucros despencam nas lojas de conveniência do Japão

Lucros despencam nas lojas de conveniência do Japão Os três maiores operadores de lojas de conveniência do Japão estão relatando uma forte queda nos lucros,...

China condena ex-presidente da Interpol

Um tribunal na China condenou o ex-presidente da Interpol, Meng Hongwei, a 13 anos e meio de prisão por aceitar subornos.

Meng foi detido em 2018 quando voltou, temporariamente, da França para a China, onde a Interpol tem a sua sede. Posteriormente, foi acusado de aceitar subornos.

Um tribunal na cidade de Tianjin condenou Meng à prisão nesta terça-feira (21), e multou-o em 2 milhões de yuan, ou cerca de 290.000 dólares.

A emissora estatal chinesa CCTV diz que foi revelado, durante o julgamento, que Meng recebeu mais de 2 milhões de dólares em dinheiro e bens, abusando da sua autoridade.

Meng teria concedido favores a indivíduos e empresas, alguns enquanto trabalhava no Ministério da Segurança Pública.

A CCTV diz que Meng admitiu as acusações, expressou remorso e não vai recorrer.

Alguns observadores dizem que o caso de Meng está ligado ao conflito político dentro da China. Sua esposa, que recebeu asilo na França, argumentou que seu marido foi perseguido politicamente na China.

SourceNHK World

Artigos relacionados

Japão em alerta para mais chuvas torrenciais

Japão em alerta para mais chuvas torrenciais Autoridades na cidade de Hitoyoshi, Província de Kumamoto, sudoeste do Japão, dizem que não conseguem contatar 40 pessoas....

Mudança de atitude dos EUA é necessária para a desnuclearização diz Coreia do Norte

Mudança de atitude dos EUA é necessária para a desnuclearização diz Coreia do Norte Kim Yo Jong, a irmã do ditador norte-coreano, deu a entender...

Japão permitirá aglomerações maiores apesar do aumento do número de casos do coronavírus chinês

Japão permitirá aglomerações maiores apesar do aumento do número de casos do coronavírus chinês O governo japonês prosseguirá com os planos para aliviar as restrições...

ÁSIA

ÚLTIMAS NOTÍCIAS - BRASIL

Brasil: Bolsonaro promete anúncio de novo ministro da Educação nesta sexta

0
Brasil: Bolsonaro promete anúncio de novo ministro da Educação nesta sexta O presidente Jair Bolsonaro deve anunciar o novo ministro da Educação nesta sexta-feira (10)....
Translate »