20 C
Kōnan
quinta-feira, 4 de junho de 2020

Bolívia: após anunciar candidatura, Áñez pede a renúncia de ministros

A Secretaria da Presidência da Bolívia anunciou em um comunicado oficial que a presidente interina do país, Jeanine Áñez, solicitou a renúncia de todos os ministros de seu gabinete "para encarar a nova etapa da gestão de transição democrática".

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Protestos dos EUA continuam sem um final a vista

Protestos dos EUA continuam sem um final a vista Os protestos pela morte de um negro sob custódia policial continuam por todos os Estados Unidos...

Covid-19: Brasil ingressa em consórcio global para produzir vacina

Covid-19: Brasil ingressa em consórcio global para produzir vacina O governo federal anunciou, nesta terça-feira (2), a participação do Brasil no projeto Acelerador de Vacina...

Covid-19 Brasil: 555.383 casos confirmados, 31.199 morte, 223.638 recuperados e 300.546 em recuperação

Covid-19 Brasil: 555.383 casos confirmados, 31.199 morte, 223.638 recuperados e 300.546 em recuperação O balanço diário divulgado, nesta terça-feira (2), pelo Ministério da Saúde trouxe...

Tóquio em alerta com novo surto de infecções

Tóquio em alerta com novo surto de infecções Autoridades do governo de Tóquio emitiram um alerta após confirmar a maior contagem diária de infecções por...

Filipinas retarda anulação de pacto de defesa com os EUA

Filipinas retarda anulação de pacto de defesa com os EUA O governo filipino suspendeu sua decisão de finalizar um acordo de mobilização de tropas com...

Bolívia: após anunciar candidatura, Áñez pede a renúncia de ministros

A Secretaria da Presidência da Bolívia anunciou em um comunicado oficial que a presidente interina do país, Jeanine Áñez, solicitou a renúncia de todos os ministros de seu gabinete “para encarar a nova etapa da gestão de transição democrática”.

A presidente interina defendeu que é habitual que ocorram ajustes na equipe de trabalho do órgão executivo, às vésperas da inscrição dos candidatos.

O pedido de Áñez vem apenas dois dias após ela confirmar a sua candidatura à presidência da República nas eleições do próximo dia 3 de maio. Inicialmente, Áñez havia garantido que seu governo seria apenas “interino” e duraria até a realização do próximo pleito.

A decisão de Áñez, de se candidatar, gerou incômodo. A ministra das Comunicações do atual governo, Roxana Lizárraga, anunciou ontem a sua renúncia irrevogável ao cargo. Na carta de demissão, ela criticou a candidatura de Áñez. “Está claro que nosso governo de transição perdeu seus objetivos. Não se pode esconder o fato de que o governo começou a sofrer os mesmos males do masismo (referência às ações do governo de Evo Morales, do partido Movimento ao Socialismo – MAS) que estamos combatendo.”

O ex-presidente e principal opositor de Evo Morales nas eleições anuladas do ano passado, Carlos Mesa, escreveu um artigo em que afirma que a candidatura de Áñez “não faz mais do que reforçar as afirmações do ex-presidente fugido e do coro que lhe faz eco, de que na Bolívia, sim, houve um golpe de Estado”.

Mesa disse ainda que quando Áñez “decide deixar de lado sua principal responsabilidade, abandona a neutralidade e deslegitima a única razão pela qual ela ocupa o cargo que assumiu há mais de dois meses”.

Evo Morales, em sua conta do Twitter, também criticou a decisão da presidente interina. “A autoproclamada presidente Áñez disse à comunidade internacional que não deu golpe de Estado na Bolívia, que conduzia um ‘governo de transição’; no entanto a sua candidatura para as eleições mostra que o seu único afã ao arrebatar o poder foi rifar nossos recursos estratégicos.”

A Procuradoria Geral da República da Bolívia afirmou que a candidatura de Áñez, e o exercício simultâneo do cargo, são compatíveis com a supremacia constitucional, a soberania popular e o sistema democrático de direito na Bolívia. Ainda de acordo com a Procuradoria, os concorrentes não têm a obrigação de renunciar ao cargo, podem permanecer nele e exercer plenamente todas as suas prerrogativas e poderes.

Brasil

Covid-19: Brasil ingressa em consórcio global para produzir vacina

Covid-19: Brasil ingressa em consórcio global para produzir vacina O governo federal anunciou, nesta terça-feira (2), a participação do Brasil no projeto Acelerador de Vacina...

Covid-19 Brasil: 555.383 casos confirmados, 31.199 morte, 223.638 recuperados e 300.546 em recuperação

Covid-19 Brasil: 555.383 casos confirmados, 31.199 morte, 223.638 recuperados e 300.546 em recuperação O balanço diário divulgado, nesta terça-feira (2), pelo Ministério da Saúde trouxe...

Covid-19 Brasil: 498.440 casos confirmados, 27.878 mortes, 200.892 recuperados e 268.714 em recuperação

Covid-19 Brasil: 498.440 casos confirmados, 27.878 mortes, 200.892 recuperados e 268.714 em recuperação O Brasil registrou 956 novas mortes por covid-19 nas últimas 24 horas,...

Artigos relacionados

Boris Johnson oferece cidadania britânica para cerca de 3 milhões de cidadãos de Hong Kong

Boris Johnson oferece cidadania britânica para cerca de 3 milhões de cidadãos de Hong Kong Boris Johnson abriu o caminho para o que ele chamou...

Protestos dos EUA continuam sem um final a vista

Protestos dos EUA continuam sem um final a vista Os protestos pela morte de um negro sob custódia policial continuam por todos os Estados Unidos...

Filipinas retarda anulação de pacto de defesa com os EUA

Filipinas retarda anulação de pacto de defesa com os EUA O governo filipino suspendeu sua decisão de finalizar um acordo de mobilização de tropas com...
Translate »