Aviões patrulha das Forças de Autodefesa partem em missão no Oriente Médio

Uma unidade aérea de patrulha da Força Marítima de Autodefesa partiu numa missão de coleta de informações que ajudará os navios comerciais com vínculos com o Japão a navegar com segurança nas águas do Oriente Médio.

Image © (Imagem Referencial / via NHK World) Jan/2020

Aviões patrulha das Forças de Autodefesa partem em missão no Oriente Médio

Uma unidade aérea de patrulha da Força Marítima de Autodefesa partiu numa missão de coleta de informações que ajudará os navios comerciais com vínculos com o Japão a navegar com segurança nas águas do Oriente Médio.

Dois aviões P-3C partiram da Base Aérea de Naha, na província de Okinawa, neste sábado (11).

Eles substituirão uma unidade engajada em missões antipirataria ao largo da Somália.

A operação no Golfo de Omã, na parte norte do Mar Arábico, e no Golfo de Aden foi aprovada pelo Gabinete no mês passado. A aeronave começará a recolher informações em 20 de Janeiro.

A unidade é composta por cerca de 60 pessoas, e estará baseada na nação da África Oriental do Djibuti.

Os funcionários do Ministério da Defesa dizem que a unidade irá recolher informações sobre as embarcações que estão agindo de forma suspeita, incluindo as embarcações que têm os seus Sistemas de Identificação Automática desligados.

Separadamente, um contratorpedeiro deverá deixar o Japão no início de fevereiro e se juntará ao esforço no final do mês.