Autoridades do Líbano deverão se reunir com Ghosn

Autoridades no Líbano pretendem ouvir o ex-presidente da Nissan Motor, Carlos Ghosn, sobre a sua chegada ao país quando saiu sob fiança no Japão.

Image © (Ex-CEO da Nissan Motor, Carlos Ghosn / Reprodução / via NHK World) Jan/2020

Autoridades do Líbano deverão se reunir com Ghosn

Autoridades no Líbano pretendem ouvir o ex-presidente da Nissan Motor, Carlos Ghosn, sobre a sua chegada ao país quando saiu sob fiança no Japão.

Ghosn desembarcou na segunda-feira (30), depois de fugir do Japão, onde as suas condições de fiança incluem a proibição de viagens ao estrangeiro.

Pouco se sabe sobre os movimentos de Ghosn desde então. Mas um órgão de comunicação social divulgou uma foto, supostamente, tirada na noite de Ano Novo, mostrando ele e sua esposa Carole em uma mesa de jantar.

Ricardo Karam, um renomado jornalista libanês e amigo de Ghosn, disse à NHK na sexta-feira que era uma reunião muito pequena de seis a oito amigos, incluindo Carole.

Karam disse que Ghosn precisa restaurar a sua honra manchada, e que o primeiro passo será uma conferência de imprensa esperada já na próxima semana.

Ghosn foi indiciado por acusações de má conduta financeira no Japão. Ele insiste que deixou o país para escapar à injustiça de um “sistema judicial japonês manipulado”.

As autoridades libanesas dizem ter recebido um aviso de procura de Ghosn pela Interpol. A atenção está focada em como o governo libanês reagirá.