Advogados da equipe de Ghosn renunciam após sua fuga para o Líbano

Vários advogados japoneses do ex-presidente da Nissan Motors, Carlos Ghosn, demitiram-se, após a sua fuga para o Líbano.

Image © (Ex-presidente da Nissan Mortors, Carlos Ghosn / Reprodução / via NHK World) Jan/2020

Advogados da equipe de Ghosn renunciam após sua fuga para o Líbano

Vários advogados japoneses do ex-presidente da Nissan Motors, Carlos Ghosn, demitiram-se, após a sua fuga para o Líbano.

O advogado Junichiro Hironaka disse aos repórteres que ele se demitiu a partir desta quinta-feira (16).

Fontes dizem que outros advogados, incluindo Takashi Takano, também se demitiram.

Segundo as fontes, o advogado Hiroshi Kawatsu e alguns outros continuarão a defender Ghosn.

Ghosn foi acusado de subestimar sua indenização executiva nos relatórios de títulos da Nissan, e agravou a quebra de confiança por suspeita de apropriação indevida de fundos da empresa.

O ex-presidente da Nissan fugiu para o Líbano no final do mês passado sem comunicar sua equipe de defesa. Ele diz que o fez porque não podia esperar um julgamento justo no Japão.

Também na quinta-feira, conversas pré-julgamento para resolver pontos de disputa foram realizadas no Tribunal Distrital de Tóquio pela primeira vez desde que Ghosn deixou o Japão.

Fontes dizem que na reunião à porta fechada, o tribunal decidiu realizar o julgamento de Ghosn separadamente do julgamento do seu antigo assistente Greg Kelly e Nissan como uma entidade.

O julgamento de Kelly e da Nissan deverão começar já em abril.