Protestos se intensificam em Hong Kong

Protestos em larga escala ocorreram em Hong Kong, quando a polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar à força os manifestantes.

Image © (Conflito entre polícia e manifestantes em Hong Kong / Reprodução / via SCMP) Dec/2019

Protestos se intensificam em Hong Kong

Protestos em larga escala ocorreram em Hong Kong, quando a polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar à força os manifestantes.

Uma enorme multidão reuniu-se neste domingo (1º), para congratular a legislação dos EUA que apoia os direitos humanos e a democracia no território.

Os manifestantes também realizaram uma passeata exigindo que o governo de Hong Kong aceitasse seus pedidos, que incluíam a introdução de uma votação direta para escolher o chefe do executivo. Os organizadores dizem que 380.000 pessoas participaram da passeata.

À noite, a polícia disparou gás lacrimogêneo contra manifestantes dizendo que alguns deles jogaram tijolos.

Relatórios da mídia de Hong Kong dizem que alguns manifestantes lançaram bombas de gasolina (coquetel molotov) e vandalizaram restaurantes que consideram pró-Pequim.

Não houve grandes confrontos entre os manifestantes e a polícia por mais de dez dias, desde 19 de novembro, cinco dias antes das eleições do conselho distrital local do território.

O grupo pró-democracia obteve uma vitória esmagadora nas urnas.

Mas o governo de Hong Kong está pronto para rejeitar quaisquer outros pedidos dos cidadãos.

Em meio à crescente frustração pública, o grupo pró-democracia planeja realizar uma grande manifestação no próximo domingo, com cerca de um milhão de pessoas participando.

Os protestos começaram em junho. Eles foram desencadeados por um controverso projeto de extradição que desde então foi retirado. Mas as manifestações se transformaram em um chamado mais amplo para reformas democráticas no território.