Pelo menos 15 mortos em ataque de separatistas no sul da Tailândia

Segundo a imprensa local, um grupo de supostos separatistas realizou um ataque no sul do país.

Image © (Polícia tailandesa / Reprodução / via Agência Sputnik) Nov/2019

Pelo menos 15 mortos em ataque de separatistas no sul da Tailândia

Segundo a imprensa local, um grupo de supostos separatistas realizou um ataque no sul do país.

Separatistas na província de Yala, no sul da Tailândia, usaram explosivos e pregos espalhados nas estradas locais para atrasar os perseguidores na noite desta terça-feira (5), depois de, supostamente, matar pelo menos 15 pessoas e ferir outras quatro durante um tiroteio em um posto de segurança.

“Este é provavelmente um ato dos insurgentes […] Este é um dos maiores ataques dos últimos tempos”, afirmou o porta-voz regional de segurança, coronel Pramote Prom-in, citado pela Reuters.

Não houve nenhuma reivindicação imediata de responsabilidade pelo ataque, de acordo com a reportagem.

Os separatistas muçulmanos malaios atacaram membros das forças de segurança e monges budistas nas províncias do sul da Tailândia, que consideram territórios ocupados por um estado de maioria budista.

As raízes do conflito local datam do início do século 20, quando o território do sultanato de Pattani se tornou parte do Sião budista (antigo nome da Tailândia) e foi separado em três províncias – Naranthiwat, Pattani e Yala.

Desde então, os movimentos muçulmanos nessas regiões exigem uma autonomia política mais ampla e independência.