Israel reconstruirá memorial ao diplomata japonês Chiune Sugihara

Uma organização israelense planeja reconstruir um bosque memorial que foi plantado para honrar um diplomata japonês que ajudou a salvar judeus durante a Segunda Guerra Mundial. As árvores foram derrubadas sem permissão no início deste ano.

Image © (Diplomata japonês, Chiune Sugihara, que serviu na embaixada da Lituânia durante a Segunda Guerra Mundial, salvando milhares de judeus / Reprodução / via NHK World) Nov/2019

Israel reconstruirá memorial ao diplomata japonês Chiune Sugihara

Uma organização israelense planeja reconstruir um bosque memorial que foi plantado para honrar um diplomata japonês que ajudou a salvar judeus durante a Segunda Guerra Mundial. As árvores foram derrubadas sem permissão no início deste ano.

Enquanto trabalhava no consulado japonês na Lituânia durante a guerra, Chiune Sugihara, emitiu vistos de trânsito para refugiados judeus fugindo da perseguição na Alemanha Nazista. Suas ações salvaram até 6.000 vidas.

Sugihara é conhecida como “O Schindler do Japão”, uma referência ao industrial alemão Oskar Schindler, que ajudou a salvar a vida de até 1.200 judeus durante o Holocausto.

Em homenagem a Sugihara, Israel plantou árvores e construiu um monumento perto de Jerusalém em 1985.

Mas foi descoberto, em fevereiro, que as árvores haviam sido derrubadas e o cenotáfio removido quando condomínios foram construídos no local.

As pessoas a quem foram concedidos vistos emitidos por Sugihara criticaram a remoção.

Fontes dizem que a organização afiliada ao governo israelense, o Fundo Nacional Judaico, propôs ao filho de Sugihara, Nobuki, a reconstrução do memorial em um local alternativo próximo.

O novo local seria em uma floresta que foi plantada para lembrar as vítimas do Holocausto.

A organização planeja prosseguir com a reconstrução depois de receber a aprovação de Sugihara e realizar uma cerimônia para marcar o Dia Internacional da Memória do Holocausto das Nações Unidas em janeiro próximo.