China derruba a decisão do tribunal de Hong Kong sobre uso de máscaras

A China diz que a decisão do Supremo Tribunal de Hong Kong, no sentido de revogar a proibição de usar máscaras faciais, é um desafio a Pequim e a autoridade da Chefe do Executivo.

Image © (Manifestantes de Hong Kong utilizando máscaras / Reprodução / via NDTV) Nov/2019

China derruba a decisão do tribunal de Hong Kong sobre uso de máscaras

A China diz que a decisão do Supremo Tribunal de Hong Kong, no sentido de revogar a proibição de usar máscaras faciais, é um desafio a Pequim e a autoridade da Chefe do Executivo.

Na segunda-feira (18), o tribunal declarou a proibição inconstitucional e incompatível com a Lei Básica de Hong Kong, que é a mais alta do território.

Uma afirmação da alta legislatura chinesa diz que só o Congresso Nacional do Povo pode fazer esse julgamento.

Yang Guang, porta-voz do escritório de Pequim para os assuntos de Hong Kong, também emitiu uma declaração. Ele disse que a decisão terá um impacto negativo.

A proibição foi introduzida no mês passado sob uma lei de emergência da era colonial britânica, que permite que o chefe do executivo estabeleça regras sem a aprovação do parlamento. Espera-se que o governo de Hong Kong recorra da decisão, mas a polícia diz que deixará de aplicá-la por enquanto.

Separadamente, a agência de notícias estatal chinesa diz que Pequim nomeou um novo comissário de polícia em Hong Kong.

Chris Tang é conhecido por ter tomado uma posição dura contra os manifestantes em outro momento pró-democracia em Hong Kong, conhecido como Movimento Guarda-chuva, há cinco anos.