Brasil: votação da Previdência em segundo turno deve ficar para segunda quinzena

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou nesta quarta-feira (2) que a votação do segundo turno da reforma da Previdência pode ficar para a segunda quinzena de outubro. Inicialmente, a expectativa do parlamentar era que a votação da matéria fosse concluída até o dia 10.

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Tóquio pronto para flexibilizar as restrições

Tóquio pronto para diminuir as restrições Tóquio está em meio à reabertura após o número de novas infecções por coronavírus chinês ter caído de seu...

Renault cortará 15.000 empregos em todo o mundo

Renault cortará 15.000 empregos em todo o mundo A montadora francesa Renault elaborou um plano de reestruturação que inclui uma redução de quase 15.000 empregos...

Minnesota declara emergência à medida que protestos continuam

Minnesota declara emergência à medida que protestos continuam O governador do estado de Minnesota, no meio-oeste dos Estados Unidos, declarou estado de emergência sobre a...

Trump assina ordem executiva das mídias sociais

Trump assina ordem executiva das mídias sociais O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou uma ordem executiva buscando uma revisão das proteções legais concedidas...

Bolo de tangerina com castanha de caju

Bolo de tangerina com castanha de caju Para preparar este bolo, escolha tangerinas pequenas de sabor forte. Ingredientes: Bolo: 4 a 6 tangerinas ¾ de xícara (150 g) de...

Brasil: votação da Previdência em segundo turno deve ficar para segunda quinzena

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, afirmou nesta quarta-feira (2) que a votação do segundo turno da reforma da Previdência pode ficar para a segunda quinzena de outubro. Inicialmente, a expectativa do parlamentar era que a votação da matéria fosse concluída até o dia 10.

“Se alguns senadores compreenderem que não é razoável quebrar o interstício – mesmo minha posição atual e de vários outros líderes sendo favoráveis à quebra –, para a gente resolver a votação em segundo turno desta matéria, a gente vai ter que adiar da semana que vem para a próxima semana. Porque cumprimos o prazo regimental e teremos o quórum necessário e aí acaba saindo um pouco do calendário da primeira quinzena de outubro, passando para a próxima semana”, afirmou Alcolumbre ao se referir ao prazo estipulado entre as votações em primeiro e segundo turno.

O plenário do Senado concluiu a votação em primeiro turno da proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as regras da Previdência no início da tarde de hoje. Para que a matéria seja promulgada, a Casa ainda precisa aprovar a PEC em segundo turno.

Pacto Federativo
Ontem (1º), Alcolumbre tinha dito que pretende concluir a votação em segundo turno até o próximo dia 10. No entanto, governadores insatisfeitos com a regulamentação da partilha do excedente da cessão onerosa de petróleo querem adiar a votação para o dia 15. Parlamentares tem pressionado por mais agilidade na negociação do um novo pacto federativo.

“As ponderações sobre o pacto federativo estão sendo feitas a todo o momento pelos senadores e pelos deputados. A gente fez uma reunião, estabelecemos sete pontos em uma pauta a respeito do pacto federativo que o Senado ia capitanear. Mas algumas matérias dessas já foram votadas no Senado, como a securitização. O presidente da Câmara [deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) me disse que já há o entendimento dos líderes para se votar na semana que vem a securitização. Então, vai ser um ponto da pauta do pacto federativo que a gente vai conseguir resolver”, argumentou o parlamentar.

Segundo o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), a equipe econômica tem dialogado com lideranças partidárias e com os presidentes de Câmara e Senado em busca de alternativas para a partilha dos recursos da cessão onerosa. Bezerra afirmou ainda que o impasse poderá atrasar a votação da reforma da Previdência em segundo turno no Senado.

“Se tivermos com os problemas encaminhados e resolvidos podemos votar na próxima semana. Se não, terá que se fazer uma avaliação e eventualmente poderemos precisar de mais uma semana para poder ter a matéria deliberada em plenário”, avaliou o senador.

Brasil

Covid-19 Brasil: 411.821 casos confirmados, 25.598 mortes, 166.647 recuperados e 219.576 em recuperação

Covid-19 Brasil: 411.821 casos confirmados, 25.598 mortes, 166.647 recuperados e 219.576 em recuperação O Brasil passou dos 400 mil casos confirmados de covid-19, de acordo...

PGR pede suspensão de inquérito que apura divulgação de fake news

  PGR pede suspensão de inquérito que apura divulgação de fake news O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu, nesta quarta-feira (27), ao Supremo Tribunal Federal...

Brasil do absurdo: Suprema Corte ordena busca e apreensão contra a liberdade de expressão

Brasil do absurdo: Suprema Corte ordena busca e apreensão contra a liberdade de expressão A Polícia Federal (PF) cumpriu, nesta quarta-feira (27), 29 mandados de...

Artigos relacionados

Renault cortará 15.000 empregos em todo o mundo

Renault cortará 15.000 empregos em todo o mundo A montadora francesa Renault elaborou um plano de reestruturação que inclui uma redução de quase 15.000 empregos...

Executiva da Huawei perde ação judicial no Canadá

Executiva da Huawei perde ação judicial no Canadá Um juiz canadense decidiu que o processo de extradição dos EUA contra a executiva da Huawei, Meng...

Dieta aprova lei que regulamenta gigantes da tecnologia

Dieta aprova lei que regulamenta gigantes da tecnologia A Dieta do Japão promulgou legislação para tornar mais rígida a regulamentação de gigantes da tecnologia, exigindo...
Translate »