Prefeito de Nagoya insiste na remoção da estátua “mulheres de conforto”

O prefeito de Nagoya, no centro do Japão, disse que vai pedir ao governador da província de Aichi que remova uma estátua de uma menina simbolizando as chamadas "mulheres de conforto da guerra" de uma exposição em um festival internacional de artes na província.

Image © (The Aichi Triennale Arts Festival / Reprodução / via NHK World) Aug/2019

Prefeito de Nagoya insiste na remoção da estátua “mulheres de conforto”

O prefeito de Nagoya, no centro do Japão, disse que vai pedir ao governador da província de Aichi que remova uma estátua de uma menina simbolizando as chamadas “mulheres de conforto da guerra” de uma exposição em um festival internacional de artes na província.

O Festival de Artes da Trienal de Aichi apresenta uma seção com o tema “privação da liberdade de expressão”. Entre as exposições está a controversa estátua de uma menina.

A Prefeitura de Aichi, onde está localizado o secretariado do festival, foi inundada de críticas e pedidos de remoção da estátua.

O prefeito de Nagoya, Takashi Kawamura, atua como vice-diretor do comitê executivo do festival. Ele visitou o local de exibição na sexta-feira (2), para ver a estátua e outras exposições, e receber um briefing.

Mais tarde, Kawamura disse aos repórteres que a exposição espezinha os sentimentos do povo do Japão, não importa como ela seja interpretada. Ele disse que tal exposição, usando o dinheiro dos contribuintes, não deveria ser permitida.

O diretor de arte do festival, Daisuke Tsuda, disse que houve avisos de possíveis ataques terroristas. Ele disse que está considerando tomar algumas medidas para garantir a segurança dos visitantes e do pessoal do festival, incluindo mudanças nas exposições.