Japão dá o primeiro aval sob novo controle de exportação

Em meio a laços bilaterais tensos, o Ministério do Comércio do Japão deu luz verde para exportação de materiais sensíveis, de alta tecnologia, à Coreia do Sul. É a primeira aprovação desde que o governo tornou os controles de exportação mais rigorosos para o país.

Image © (Ministro do Comércio do Japão, Hiroshige Seko / Reprodução / via NHK World) Aug/2019

Japão dá o primeiro aval sob novo controle de exportação

Em meio a laços bilaterais tensos, o Ministério do Comércio do Japão deu luz verde para exportação de materiais sensíveis, de alta tecnologia, à Coreia do Sul. É a primeira aprovação desde que o governo tornou os controles de exportação mais rigorosos para o país.

O ministro japonês do Comércio, Hiroshige Seko, disse: “Não costumamos divulgar nossas decisões. Mas fizemos uma exceção desta vez porque o governo sul-coreano está nos criticando injustamente por implementar uma proibição de exportação.”

Tóquio introduziu um controle mais rigorosa na exportação de três materiais essenciais para semicondutores e outros produtos de alta tecnologia, citando preocupações de segurança.

As autoridades disseram que o processo de triagem levaria cerca de 90 dias, mas a primeira aprovação aconteceu bem antes disso.

Acredita-se que as autoridades tenham concluído que não há risco de que os materiais sejam usados para fins militares.

Seul alega que a medida é retaliação por uma disputa bilateral sobre questões históricas. Seko alertou que as conversações não podem ser realizadas com funcionários sul-coreanos enquanto o governo se mantiver fiel à sua posição.

Seko disse: “Eles anunciaram, unilateralmente, sua versão do que lhes explicamos no mês passado, e isso não era verdade. Nós não podemos realizar reuniões a nível de chefes de gabinete até que eles mudem esta atitude.”

Mais itens estarão sujeitos a controles mais rígidos, uma vez que o governo retirou a Coreia do Sul de uma lista de países com direito a procedimentos de exportação simplificados, em 28 de agosto.

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, disse que as medidas do Japão não beneficiam nenhum dos países. “Em última análise, todos, incluindo o Japão, serão vítimas. É um jogo sem vencedores”, disse Moon. Mas ele não mencionou a aprovação do Japão para exportar na quinta-feira.