Após eleições peso argentino despenca

O peso argentino caiu depois que um candidato de esquerda, que defende a desistência das políticas de austeridade, ganhou uma eleição presidencial primária neste domingo (11).

Image © (Argentinos nas ruas comemorando o resultado das eleições / Reprodução / via Al Jazeera) Aug/2019

Após eleições peso argentino despenca

O peso argentino caiu depois que um candidato de esquerda, que defende a desistência das políticas de austeridade, ganhou uma eleição presidencial primária neste domingo (11).

O peso, ao mesmo tempo, caiu mais de 25%, atingindo um baixa recorde de mais de 60 pesos por dólar na segunda-feira (12).

Na primária, o candidato da oposição, Alberto Fernández, bateu o atual presidente Mauricio Macri.

Os resultados vêm quando Macri liderou os esforços de austeridade do país para reconstruir suas finanças, com o apoio do Fundo Monetário Internacional.

No ano passado, o FMI concordou em aumentar mais de US$ 50 bilhões em empréstimos à Argentina depois que a moeda caiu, fazendo com que os preços subissem.

Em abril, funcionários do FMI disseram que os esforços de reconstrução financeira estavam produzindo resultados. Eles disseram que a economia voltaria a crescer no próximo ano fiscal.

Mas Fernández diz que vai rever os acordos com o FMI e abandonar as medidas de austeridade de Macri. Ele também está defendendo subsídios para apoiar o povo.

Há preocupações crescentes sobre um possível impacto na economia global, já que Fernández também é contra o acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Européia, celebrado em junho passado.