14 mortos em ataques de militantes étnicos em Myanmar

Insurgentes das minorias étnicas de Myanmar atacaram cinco locais no leste do país, deixando 14 pessoas mortas e quatro policiais desaparecidos.

Image © (Tropas armadas de Tatmadaw atravessam uma ponte danificada por bombas fora do complexo de um posto policial em Goktwin, no Estado de Shan, em 15 de agosto, depois que foi atacado por grupos étnicos armados / Reprodução / via Frontier Myanmar) Aug/2019

14 mortos em ataques de militantes étnicos em Myanmar

Insurgentes das minorias étnicas de Myanmar atacaram cinco locais no leste do país, deixando 14 pessoas mortas e quatro policiais desaparecidos.

O exército de Myanmar informa que os ataques ocorreram no estado de Shan e em outros lugares nesta quinta-feira (15). Os alvos incluíam uma academia militar.

Um vídeo, que se acredita ter sido filmado e postado online por militantes, mostra homens armados atirando em várias pessoas.

Uma coalizão de grupos armados, exigindo maior autonomia, emitiu uma declaração reivindicando responsabilidade pelos ataques.

A declaração dizia que os grupos lançaram os ataques porque os militares e a polícia de Myanmar estavam intensificando operações ofensivas e repressão em áreas onde vivem as minorias.

Os militares relatam que os atacantes destruíram equipamentos usados para impedir o tráfico de drogas ilegais. Acrescenta que isso indica que os militantes querem continuar com o comércio.

O governo de Myanmar dá prioridade máxima à paz com unidades armadas de minorias étnicas. Mas as negociações entre os dois lados não fizeram o progresso que o governo esperava.