PicniK Festival: música, cultura e economia criativa propondo um novo olhar sobre Brasília

Respirar e transpirar, inspirar e transformar. O mantra do PicniK Festival segue ecoando forte pelo país. O festival acontece nos dias 10 e 11 de agosto no Memorial dos Povos Indígenas, um ponto emblemático cravado no coração de Brasília (DF) e celebra em 2019 sua quinta edição em formato especial e seu sétimo ano de existência.

O vídeo acima são imagens do PicniK de aniversário dos 59 anos de Brasília e da para se ter uma idéia da grandiosidade do evento que foi realizado na CCBB Brasília pela PicniK Festival, nos dias 20 e 21 de abril 2019. Há grandes expectativas para o evento que será realizado no Memorial dos Povos Indígenas em agosto.

Contabilizando mais de 30 eventos por onde já passaram nomes como Mac Demarco, Boogarins, Thee Oh Sees, Anelis Assumpção, Tulipa Ruiz, Curumin e Bixiga 70, o festival terá 2 dias de duração e diversas atrações musicais. O PicniK propõe movimentar novamente a cena alternativa do Distrito Federal e convidar a todos para uma celebração à nossa ancestralidade em pleno fim de semana de Dia dos Pais.

Trazendo um olhar diferente sobre a capital do país, com foco nas muitas ações e projetos positivos que a abraçam, o PicniK Festival une cultura alternativa e economia criativa em uma experiência mágica e inusitada. Moda, arte e design; tatuagens; exposições; gastronomia; ações ambientais; yoga e meditação; teatro; workshops; feira de vinil; acupuntura, reiki e massoterapia; cinema; área para crianças; curas e atividades culturais indígenas acontecem simultaneamente nos múltiplos espaços do evento.

A jornada deste ano será no Memorial dos Povos Indígenas, museu dedicado à cultura indígena brasileira, que nos dias 10 e 11 de agosto estará povoado por ações culturais, propostas, cores e aromas buscando a promoção de conexões inesquecíveis e reforçando a importância fundamental da cultura e sua preservação.

No palco principal, artistas com trabalhos de evidente importância na cena musical alternativa nacional assumem a guia, alguns destes apresentando shows ainda inéditos na cidade: Hermeto Pascoal (foto acima), Otto, Ava Rocha (foto abaixo), Teto Preto, Felipe Cordeiro, Glue Trip, E A Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante, Dirty Coal Train (POR) e Huey. Experiências sonoras, como as promovidas pelas bandas Sick, Noid, Leza, Apicultores Clandestinos e Ivan Motosserra Surf Trash também têm vez no festival.

E como de costume, o Festival aponta seus holofotes para artistas candangos em latente consolidação: a banda Rios Voadores, que acaba de lançar segundo álbum, Rios Voadores na Era Sinistroyka, faz o show de estreia do novo trabalho.  Ops e Azura são outros nomes do Distrito Federal que mostram no PicniK pela primeira vez seus novos trabalhos.

A programação ainda conta com Kervan Sarai, Judas, Almirante Shiva, Zéfiro, João Pedreira, Tynkato vs O Baixo Astral, Igor Torres, Isaurian, SCLRN, Moon Pics, Vi-Nau, Zéfiro e os DJs Ogunda-O, Maiê e Helton Johhny mostrando a potência da cena brasiliense independente e sua capacidade de surpreender e dialogar com o público.

Parte do evento e viabilizado pelos inúmeros empreendedores criativos que participam do mercadinho de arte, moda e design e da praça de alimentação do evento, garantindo a conexão entre todas as vertentes do festival. A entrada é franca, promovendo um evento amplo e diverso, que busca inspirar pela beleza e harmonia. O convite está na mesa: se as coisas andam confusas, nada melhor do que celebrar e prestigiar uma realidade tangível através de uma experiência original e inusitada. Para conhecer a programação completa, acesse: https://www.facebook.com/PicniKBsB/.

Serviço:
PicniK *Festival*
Arte – Moda – Música – Dia – Bazar – Festa – Sorrisos – Comidinhas – De graça
10 e 11 de agosto de 2019 (sábado e domingo)
Local: Memorial dos Povos Indígenas
Horário: das 13h às 22h
Acesso gratuito. A partir das 16h, solicita-se colaboração com 1kg de alimento. Instituição Beneficiada: Abrace
Classificação indicativa livre:

PROGRAMAÇÃO MUSICAL
Hermeto Pascoal . Otto
Ava Rocha . Teto Preto . Felipe Cordeiro . Glue Trip
E a Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante
Ops . Rios Voadores . Kervan Sarai
Dirty Coal Train . Leza . Apicultores Clandestinos . Ivan Motossera Surf Trash
Huey . Isaurian. Sick . Noid
Almirante Shiva . Zéfiro . Judas . Azura . Tynkato vs O Baixo Astral . João Pedreira
Igor Torres. SCLRN . Moon Pics . Vi-Nau . Helton Johnny . Maiê . Ogunda-O

MERCADINHO ARTE, MODA  e DESIGN
Serão selecionados entre 80 e 100 expositores de arte, moda, decoração, plantinhas, além da venda de produtos orgânicos.

THE FLASH DAY TATTOO
Para unir ainda mais o Centro-Oeste promovemos um encontro entre tatuadores de Goiás  e artistas visuais do Distrito Federal. Se você adora um desses artistas agora essa é sua chance de ter uma arte dele na pele. Cada dupla vai disponibilizar ao público um vasto menu de opções pré-definidas para garantirem um atendimento rápido e menos custoso!
Luda Lima (DF) + Caiuri Barrros (GO)
Camila Siren (DF) + Sabrina Baptistel (GO)
Gurulino (DF) + El Mendez (GO)
Renato Moll (DF) + Danovann Demétrius (GO)

EXPOSIÇÃO SÉCULOS INDÍGENAS NO BRASIL – VI EDIÇÃO*
Pela segunda vez em Brasília, o projeto de caráter social, sensível e simbólico, tem o objetivo de oportunizar o aprendizado sobre a cultura indígena no Brasil contemporâneo, não apenas do ponto de vista racional-cognitivo, mas especialmente um aprendizado ético e estético, baseado numa experiência sensível de encontro entre sujeitos e suas diversidades.

Com vasto e precioso material artístico e documental, como fotos, desenhos, objetos de arte indígena, filmes e textos, incluindo peças indígenas da antropóloga Berta Ribeiro e Darcy Ribeiro, preservadas no Memorial, o público terá a oportunidade de vivenciar uma experiência interativa transformadora, que contempla um histórico para além dos 500 anos de colonização; incluindo aspectos relativos à visão de mundo dos povos originários, a partir da arte rupestre, corporificada na cultura construtiva indígena, seja pelos materiais utilizados, ou pelas formas e concepção do espaço, que assumem o desenho mítico de uma grande cobra, despertando a ideia de um espaço e tempo de renascimento, transformação e integridade.

MADEIRA, POEIRA E CONCRETO* instalação por Leandro Honda
Natural de São Paulo e Brasiliense por opção, Leandro Mello é um dos precursores do graffiti em Brasília. O artista multimídia exibe uma coleção de telas pintadas a partir de stencils e serigrafia, que homenageiam os candangos responsáveis por levantar a capital no meio do Planalto Central na década de 1950.

ACERVO PICNIK* instalação por Beatriz Chaves
Uma ação contínua que aproxima o festival das artes plásticas e promove produções e artistas contemporâneos. O Acervo Picnik seleciona, a cada edição, de 2 até 5 trabalhos artísticos para integrar o projeto.

Os artistas selecionados têm uma ajuda de custo e as suas obras serão impressas em fine art e expostas regularmente nas edições do evento. A ideia é criar um parque artístico itinerante, assim como o festival, dando prioridade a novos talentos brasilienses. As impressões terão o tamanho final de 63x45cm e serão feitas em Canvas à prova d’água.

FEIRA DE VINIL PICNIK
Escutar um disco de vinil é incrível. As capas, os encartes, as fichas técnicas, os selos, ter a música literalmente nas mãos e virar o lado do disco pra ouvir gravações originais, tornam a experiência muito marcante. As possibilidades são infinitas. A música é infinita. O que torna tudo muito mais interessante.

A Discarada – Feira Alternativa de Vinil nasceu do desejo de realizar de coletivamente uma feira de discos conectada a outros elementos do ambiente alternativo, ocupando espaços da cidade levando a cultura do vinil a pulsar mais forte.

Sua terceira edição acontecerá dentro do Picnik e, nesse contexto perfeito, a Discarada disponibilizará ao público do Picnik mais de 2 mil títulos através de 14 expositores.

Participam como expositores neste evento: Discambo, Marcondes & Co., Bananeira Discos, Givaldo Discos, Boa Viagem Discos, Baked Vinyl, Dom Pedro Discos, Garimpo do Vinil, Filial do Rock, Alternative Discos, Berlin, Fun House, Betão Discos e Bacural Discos

CINE NET CLARO AO AR LIVRE*

Um cinema ao ar livre para chamar de seu? Com sessão a partir de 16h, nesta edição vem compartilhar as realidades de alguns dos 305 Povos Indígenas que resistem no Brasil. As produções selecionadas foram realizadas com protagonismo de indígenas que se apropriam do audiovisual para projetar suas visões de mundo, moldadas pelas diversidades culturais e territoriais que demarcam nas telas a unidade de seus corpos e terras. Curadoria por Rodrigo San.

15h Roda de abertura com convidados: Célia Xakriabá (Liderança Feminina/Apib) e Erisvan Guajajara (Mídia Índia)

ACONTECE PICNIK*
Encontro voltado para capacitação dos agentes que fazem parte da rede de economia criativa local. Será realizado no dia 31 de julho de 2019 às 19h no Nube Hub (910/710s – galeria inferior – sala 28). Os temas abordados serão: “Como pode se dar a colaboração entre Marcas” e “O que fazer para melhorar a divulgação da Marca”, por Acerola. Vagas limitadas, inscrições pelo [email protected]

PRAÇA de ALIMENTAÇÃO por STELLA ARTOIS
Chefs renomados, jovens talentos e os foodtrucks destaques da cidade comprovando a diversidade, qualidade e riqueza da gastronomia brasiliense.

MERCEARIA PICNIK
Espaço para descobrir delícias da gastronomia local e poder comprar diversas mercadorias para abastecer a casa com produtos de qualidade, como: mel, queijo, azeite, geléia e café.

ÁREA VEGANA

Quitutes saborosos para recompor energia de maneira saudável e equilibrada. Pavilhão organizado em parceria com a FALA – Frente de Ações pela Libertação Animal.

L’ÉPICE – FOOD LAB EXPERIENCE
A idealizadora que comanda o L’épice, cozinheira e futura nutricionista Roberta Azevedo propõe uma experiência gastronômica, onde cada detalhe foi escolhido com muito cuidado.

ESPAÇO MINI-ARENA*
Espaço mambembe do PicniK, que leva ao público peças de teatro, circenses e de comédia.
15h e 17h: O Circo dos Irmãos Saúde – amigos, irmãos e palhaços

ESPAÇO KIDS
Área destinada às crianças com muita brincadeira, pintura de rosto, pula-pula, além de cenário para fotos com acessórios divertidos e “parede viva”. Nesse espaço também serão oferecidas atividades de roda (corre-cutia), pique-pega, pula-corda, bete, corrida de saco e jogo de peteca para crianças de 6 a 12 anos. Também terão vários brinquedos infláveis para entreter a criançada!

ESPAÇO MARANDUBINHA*
Área dedicada a recepção de famílias com crianças pequenas dentro do PicniK, um espaço aconchegante e leve que aproxima do universo dos livros infantis e histórias, mediação de Adriana Bertolucci.
14h, 15h e 16h: roda de leitura para crianças

ESPAÇO MIRIM por MANGARANDÚ
Onde há adulto reunido por uma boa causa, há criança em volta! Despertar a energia do colaborativo, da alegria e da abundância através da criatividade e contato com a natureza juntos nas brincadeiras e oficinas durante todo evento.
13h até 18h: Naturarte (oficina de tintura natural), Compostagem (oficina de minhocário + plantio), SlackLine (corpo e movimento).

O2 Consultoria Ambiental + 4 Hábitos para Mudar o Mundo
Conscientizar a população é uma maneira de promover a sustentabilidade no meio urbano. Por meio de um bate papo interativo com os participantes do evento, a O2 Consultoria Ambiental Júnior com o apoio da 4 Hábitos para Mudar o Mundo e do Instituto Lixo Zero, tratará de questões importantes como os resíduos sólidos, mudanças climáticas, biodiversidade, áreas protegidas e agrotóxicos buscando  disseminar futuro mais consciente e equilibrado junto ao público.

ECOPONTO* | powered by BRB
Água de graça no PicniK? Sim para quem tem consciência ambiental! O ECOPONTO, local onde o público poderá aprender um pouquinho sobre o seu descarte no evento. Quem fizer um lanche ou bebeu algo, ao se dirigir a um desses pontos, poderá fazer a separação do seu “lixo” com auxílio dos agentes ambientais… Bônus ao fazer entrega: uma água! Aproveite, estoque limitado.

REST MY BIKE* powered by BIKE ANJO
Para facilitar a vida de nossos ciclistas, teremos um guarda-bikes gratuito dentro do evento, com possibilidade de realizar também pequenos serviços de manutenção.

Nesta edição o Rest My Bike será comandado pela Bike Anjo, grupo de voluntários dedicado ao ensino do pedalar a pessoas de todas idades e ao auxílio de ciclistas com dicas de rotas ou com o acompanhamento pessoal no trânsito. E eles ainda vão oferecer atividades gratuitas:
13h30 Concentração – Pedale com Bike Anjo para o Picnik. (Saída 14h – Retorno sab 20h e dom 18h). Local de saída: Rodoviária, em frente a saída do Metrô
14h30 até 18h30 Bike Blitz – pequenas manutenções gratuitas (lubrificação, pneu..):
15h30 Pequena oficina para pais e filhxs aprenderem como retirar as rodinhas das bikes das crianças
16h30 EBA – escola bike anjo

ESPAÇO PET*
Promoverá a doação de pet’s e também receptivo para quem for com seu cachorrinho ao MPI.

ESPAÇO ZEN*
Oxigênio para sua existência! Momento de se reconectar com sua essência e com os outros!
10Sab
15h Yoga em Roda por Helton Azevedo (Shaktí Yôga)
16h Meditação Budista, por Centro de Estudos Budistas Bodisatva
11Dom
15h Yogaterapia Hormonal, por Keyane Dias
16h Meditação Metabavana do Gabriel Guebo (CEBB)

ÁREA DE CURA
Entregue sua alma, corpo e mente para nossos terapeutas! Espaço de autoconhecimento e cuidado, receptivo por Além do Tempo – espaço de terapias integrativas.
Barras de Access, BodyTalk, Reiki, ThetaHealing, por Além do Tempo
Massoterapia, por Armando, Carmen e Maristela (Associação de Amigos de Deficiente Visual)

ESPAÇO INDÍGENA NO PICNIK*
O espaço de curas e culturas indígenas será o ponto de contato do público PicniK com nossa cultura nativa: artesanatos, pinturas, práticas xamânicas, cantos e danças, meditação dão o tom deste intercâmbio que promete ser potente. No palco principal terá cerimônia de abertura e encerramento e ainda, contará com o lançamento do livro de colorir para crianças de todas as idades O Sopro da Vida | Putakaryy Kakykary de Kamuu Dan Wapichana.

ESPAÇO ACESSIBILIDADE*
Teremos logo na entrada principal do evento um receptivo especial para portadores de deficiência auditiva e locomotora: serão disponibilizados facilitadores e visitas guiadas pelo evento. Além disso, terá a exposição da máquina e papel de braille do Centro de Ensino Especial de Deficientes Visuais (CEEDV), além da presença de membros da Associação de Amigos do Deficiente Visual (AADV) e venda do material institucional do Projeto Cão-Guia de Cegos do DF (AACG).

*Atividades gratuitas
Por uma Bras.ilha diferente! Compartilhe essa ideia!

Flora Miguel: assessoria de comunicação e imprensa

jornalismo musical / +55 11 95323-2999

Trazendo um olhar diferente sobre a capital do país, com foco nas muitas ações e projetos positivos que a abraçam, o PicniK Festival une cultura alternativa e economia criativa em uma experiência mágica e inusitada. Moda, arte e design; tatuagens; exposições; gastronomia; ações ambientais; yoga e meditação; teatro; workshops; feira de vinil; acupuntura, reiki e massoterapia; cinema; área para crianças; curas e atividades culturais indígenas acontecem simultaneamente nos múltiplos espaços do evento.

Facebook: https://www.facebook.com/PicniKBsB/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCL7JBstVX32ibX1ApD7HdNQ/featured

Da Redação by Cleo Oshiro

Artigo anteriorQuatro mortos, incluindo o atirador e 15 feridos no festival de alho da Califórnia
Próximo artigoCidades sul-coreanas suspendem programas de intercâmbio com o Japão
Cleo Oshiro
Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não. Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site