29º Arte de Portas Abertas comemora 15 anos da Associação de Artistas de Santa Teresa

A 29.ª edição do Arte de Portas Abertas em Santa Teresa promovida pela Chave Mestra – Associação dos Artistas Visuais Chave Mestra – está confirmada para 20 e 21 de julho (sábado e domingo), de 10 às 18 horas, no tradicional bairro carioca. Em 2019, serão celebrados quinze anos da associação com visitação de ateliers, espaços culturais e intensa programação artística.

“Qual é o lugar de criação nas artes? Qual a diferença entre o atelier e o laboratório de um cientista? O Arte de Portas Abertas é um projeto pioneiro na área de artes visuais que consiste na abertura ao público dos ateliers de Santa Teresa. É uma chance única de mostrar aos cariocas o processo de feitura e pesquisa em diferentes linguagens. Este ano reunimos quarenta artistas plásticos do Rio de Janeiro em homenagem aos quinze anos da Chave Mestra, uma das mais importantes associações de artistas do Brasil” esclarece Alexandre Palma, integrante da atual diretoria executiva da Associação Chave Mestra.

Abertura:
O evento será aberto no dia 19 de julho, às 18h, no Centro Cultural Laurinda Santos Lobo, com inauguração de exposição coletiva e palestra de Paco de Assis sobre os desafios do associativismo na área cultural. Em seguida, o Coral Encanta Santa (foto abaixo) vai se apresentar sob a regência do Maestro Roberth Salles. Trabalhos dos artistas associados estarão à venda no Instagram @arte_de_portas_abertas.

Destaques:

O destaque é a participação de Anna Bella Geiger, recentemente em cartaz no Museu de Arte Moderna com “Aqui é o Centro”. Geiger apresentará, no dia 20 de julho, às 18h, na Casa Amarela, a palestra “Palavra de Artista”, com mediação de Verônica Damasceno, professora da Escola de Belas Artes da UFRJ. Outro destaque na Casa Amarela é a exposição dos fotógrafos Davy Alexandrisky, Luiz Bhering e a individual de Deborah Costa. Os ateliês de Claudio Valério Teixeira, Getúlio Damado, Pedro Grapiúna, Marcius Tristão e o Espaço Donana oferecem belas surpresas ao público, que também poderá visitar o trabalho de Ziza Dourado no Museu da Chácara do Céu.

A exposição no Centro Cultural Laurinda Santos exibe talentos como Clara Cavendish, Ana Moura, Anísio Couto, Regina Marconi e Carmen Givoni. Além da mostra coletiva com artistas da Chave Mestra, o local receberá no dia 20 de julho, às 14h, palestra com a artista Sandra Tucci, Coordenadora do Curso de Pós-Graduação de Curadoria em Artes do SENAC-SP.

Ao longo do evento, com curadoria de Osvaldo Carvalho e Juliano Guilherme, o Largo das Neves acolherá, ao longo do dia, oficina de estêncil do coletivo Nata Família, além de apresentações de artistas como Nave Dantes e Wagner José e seu Bando. No domingo, 21 de julho, o público poderá acompanhar a realização da pintura mural “Cadê o Bonde da Paula Mattos” do artista Dhavid Amadeus. O encerramento do evento terá a apresentação do “Cacau Amaral e Boi da Lua Cheia com Cacuriá”, domingo, 21, as 19 h, no Largo das Neves.

O Arte de Portas Abertas 2019 conta ainda com som e comidas típicas no Arraiá do Pontes de Saberes, projeto social de Santa Teresa: no sábado, 20 de julho, as atividades começam às 14 horas com Oficina de Camila Farias.

Parcerias:
A 29.ª edição do Arte de Portas Abertas em Santa Teresa é uma parceria da Chave Mestra com: Scenographica Design, Sindicato Nacional dos Artistas Plásticos do Estado de São Paulo, Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Cezanne Comunicação, Prefeitura do Rio de Janeiro, Solar Mariano, Canto da Carambola e Galeria Modernistas.

Serviço: Arte de Portas Abertas
Datas e horários: 20 e 21 de julho (sábado e domingo), das 10 às 18h
Abertura: dia 19/07, às 18h, no Centro Cultural Laurinda Santos Lobo (Rua Monte Alegre, 306)
Local: Santa Teresa / Entrada gratuita / Classificação Livre

PROGRAMAÇÃO:
19/07, sexta-feira – Abertura do Arte de Portas Abertas
Local: Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo

Vernissage da exposição coletiva (18 h), palestra de Paco Assis, Sindicato Nacional dos Artistas Plásticos (19 h) e primeira apresentação do Coral Encanta Santa, regência de Roberth Salles (20 h).

DIA 20/07, SÁBADO
14h – Conversa sobre curadoria em arte com SANDRA TUCCI
Local: Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo
Mediação: Alexandre Palma (Professor de Arte/Educação do Curso de Licenciatura em Artes da UFRJ)
Arraiá do Pontes de Saberes: som e comidas típicas
Saberes Conectados, Oficina de Arte com Camila Farias.
18h – Conversa com a artista ANNA BELLA GEIGER
Local: Casa Amarela
Mediação: Veronica Damasceno (Professora de Estética da Escola de Belas Artes da UFRJ)
20h – Coral Encanta Santa – Regência: Roberth Salles
Local: Largo das Neves (em frente ao Bar Alquimia)
DIA 21/07 – DOMINGO
19h – Encerramento do Arte de Portas Abertas
Apresentação do Cacau Amaral e Boi de Lua Cheia com Cacuriá
Local: Largo das Neves

ATELIÊS ABERTOS À VISITAÇÃO
1-     Deborah Costa / Eduardo Machado – Rua Felício dos Santos, 9
2-     Getúlio Damado – Rua Leopoldo Froés, 15
3-     Marcius Tristão-  Rua Paula Matos, 46
4-     Pedro Grapiúna – Rua Almirante Alexandrino, 54 B, C
5-     Sandra Fioretti  – Rua Hermenegildo de Barros, 163
6-     Simone Câmara  – Rua Hermenegildo de Barros, 163
7-     José Geraldo Furtado – Rua Hermenegildo de Barros, 163
8-     Espaço Donana (Cláudio Roberto Castilho / Rosa Maria Filgueiras)- Rua Pintora Djanira, 86, casa
9-     Quinta da Sineira Claudio Valério Teixeira – Rua Almirante Alexandrino 2538
10 – Espaço NIX – Av. Gomes Freire 225, Lapa

INSTALAÇÃO:
Regina Marconi  – “Santa Gente” – Lona com impressão de fotos e acrílica 50cm x 150cm x 1000 cm 1998/2019
Local: Rua Dias de Barros, gradil da calçada elevada frente ao nº 31
Ações culturais de apoiadores do Fórum Arte Pública no Largo das Neves:
-Oficinas de Estêncil com o Coletivo Nata Família (20 e 21 de julho)
Atelier dos Artífices, Largo das Neves, 4 (informações: 988923718)
-Wagner José e seu Bando (20 de julho, a partir de 10 h)
-Nave Dantes (21 de julho, a partir de 10 h)
-Célio Seixas com Pintura Interativa (20 e 21 de julho)
-Cadê o Bonde Paula Mattos? Pintura Mural – Coordenação: Dhavid Resende
20 e 21 de julho, início da Rua Pintora Djanira na esquina com o Largo das Neves, a partir de 10 horas

Informações: [email protected]
Site: https://chavemestracontato.wixsite.com/chavemestra
Mídias sociais: https://www.facebook.com/artedeportasabertas/
Instagram: @arte_de_portas_abertas

Mais informações:
Cezanne Comunicação – Assessoria de Imprensa
Fabio Cezanne – [email protected]
(21-99197-7465)

Chave Mestra
Alexandre Palma ([email protected]): 99239-0142

Fábio Cezanne: Cezanne Comunicação – Assessoria de Imprensa em Cultura e Arte
21-99197-7465 / 21-3439-0145
www.cezannecomunicacao.com.br
https://www.facebook.com/artedeportasabertas/

Da Redação by Cleo Oshiro
Artigo anteriorPaula Toller se apresenta em Ribeirão Preto/SP
Próximo artigoBrasil da impunidade: STF blinda investigados no COAF, Gleen Grennwald entre eles
Cleo Oshiro
Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não. Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site