Netanyahu promete construir assentamento nas colinas de Golã chamado ‘Donald Trump’

Um mês depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconhecer formalmente a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu anunciou sua intenção de construir um novo assentamento na região para levar o nome do chefe de Estado americano.

Image © (Bandeira israelense em frente à aldeia de Majdal Shams, nas colinas de Golã, controladas por Israel / Reprodução / via Agência Sputnik) Apr/2019

Netanyahu promete construir assentamento nas colinas de Golã chamado ‘Donald Trump’

Um mês depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconhecer formalmente a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu anunciou sua intenção de construir um novo assentamento na região para levar o nome do chefe de Estado americano.

“Em homenagem ao presidente Trump, que reconheceu a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, logo pedirei que um assentamento seja batizado em seu nome”, Netanyahu twittou na terça-feira, 23 de abril.

Em um vídeo postado na conta do Twitter de Ofir Gendelman, porta-voz do gabinete do primeiro-ministro, Netanyahu declarou que pretendia redigir uma resolução pedindo a criação de tal assentamento, “em homenagem ao presidente Donald J. Trump”, após o feriado da Páscoa.

As Colinas de Golã compreendem uma faixa do território sírio, apreendida por Israel durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967, e formalmente anexada por Tel-Aviv em 1981, embora as Nações Unidas não tenham reconhecido a reivindicação israelense sobre a região.

O presidente Trump assinou uma ordem executiva em 25 de março reconhecendo oficialmente a soberania israelense sobre a região, levando o Ministério das Relações Exteriores sírio a responder que sírios se reservam no direito de buscar a devolução do território usando quaisquer métodos disponíveis, inclusive o militar.