Boeing 737 Max 8 sob intensa verificação após o mais recente acidente

Companhias aéreas de vários países estão estacionando o jato 737 Max 8 da Boeing, na sequência de um acidente na Etiópia, neste domingo (10), que matou 157 pessoas. Foi o segundo incidente fatal envolvendo o Max 8 em cinco meses.

Image © (Avião Boeing 737 Max 8 / Reprodução / via The Globe and Mail) Mar/2019

Boeing 737 Max 8 sob intensa verificação após o mais recente acidente

Companhias aéreas de vários países estão estacionando o jato 737 Max 8 da Boeing, na sequência de um acidente na Etiópia, neste domingo (10), que matou 157 pessoas. Foi o segundo incidente fatal envolvendo o Max 8 em cinco meses.

O 737 é o avião mais vendido da história e o Max 8, uma versão mais eficiente de combustível, é uma parte central da estratégia da Boeing para competir com a Airbus. Mas agora sua segurança está sendo questionada.

A Ethiopian Airlines decidiu estacionar todos os seus 737 Max 8 até novas notícias, como precaução de segurança.

A Administração de Aviação Civil da China ordenou que as companhias aéreas aterrisem todas as suas aeronaves 737 Max 8, citando “tolerância zero para riscos de segurança”.

As companhias aéreas na Indonésia, África do Sul e outros países também estacionaram seus Max 8.

O Ministério do Transporte do Japão informa que nenhuma companhia aérea doméstica usa o avião, embora o All Nippon Airways Group tenha planos de introduzir 30 Max 8, em fases, a partir de abril de 2021. Autoridades da ANA dizem que a empresa não tem informações que justifiquem uma mudança de planos.

Especialistas em segurança alertam para não tirar conclusões precipitadas e fazer comparações demais entre o acidente de domingo e a queda de um Max 8 na Indonésia no ano passado, que deixou 189 mortos.

O governo dos EUA informa que emitirá uma Notificação de Aeronavegabilidade Continuada para a comunidade internacional, para os operadores do 737 MAX 8. A notificação diz que o avião é considerado aeronavegável, acrescentando que a Administração Federal de Aviação está analisando os dois acidentes fatais.

A secretária de Transportes dos EUA, Elaine Chao, disse nesta segunda-feira (11), que se a FAA identificar uma questão que afete a segurança, o departamento tomará medidas imediatas e apropriadas.

As ações da Boeing despencaram cerca de 13% na segunda-feira. Muitos investidores viram o quadro como uma oportunidade de recomprar com desconto, deixando as ações um pouco abaixo de 5%.