Decania do CFCH inaugura a curadoria “Migrações e refúgio”.

Acontece nesta quarta-feira (23/05), a inauguração da exposição “Migrações e refúgio: presença, história e desafios no Rio de Janeiro”, no Espaço Memória, Arte e Sociedade Jessie Jane Vieira de Souza, vinculado à Decania do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH) da UFRJ. Além da exposição de fotografias, o público poderá participar de debates, rodas de conversas, exibição de filmes, lançamento de livros e outras atividades. Foto abaixo: Refeitório da Hospedaria de Imigrantes da Ilha das Flores. Destacamos as diversas expressões dos imigrantes em primeiro plano. Coleção Leopoldino Brasil. Década de 1910. Autoria desconhecida. Ilha das Flores. Acervo Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores/UERJ.A cerimônia de abertura, que contará com a presença do magnífico reitor, professor Roberto Leher, da decana do CFCH, professora Lilia Guimarães Pougy, diretores de unidades e demais dirigentes terá início às 9 horas no Auditório Professor Manoel Maurício de Albuquerque, no campus universitário da Praia Vermelha (Avenida Pasteur, 250, fundos, Urca). A entrada é franca. Foto abaixo: Projeto Olhos Negros sobre o Rio de Janeiro: apresentando o Rio de Janeiro aos Refugiados – Cátedra Sérgio Vieira de Mello UERJ/FEBEF.Paralelamente à exposição, serão realizadas as “Quartas em movimento”, que consistem em mesas de debates, rodas de conversa, lançamentos de livros e demais atividades sobre o tema, todas as quartas-feiras durante o período em que curadoria estiver em cartaz. No dia 23, às 10 horas ocorrerá, no Auditório Professor Manoel Maurício de Albuquerque, a mesa “Políticas públicas para imigrantes e refugiados”, que contará com as presenças dos professores Helion Póvoa, do Núcleo Interdisciplinar de Estudos Migratórios (Niem), vinculado ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (Ippur) da UFRJ; Rebeca Almeida, do Comitê Estadual Intersetorial de Políticas de Atenção aos Refugiados e Migrantes (Ceiparm); Mariléa Ainoue, da UFRJ; e Débora Alves, da ONG Pares-Cáritas. A mediação ficará a cargo da professora Ariane Paiva, da PUC-Rio. Foto abaixo: Stela Caputo – Curadoria: “Mwana: infância e relações raciais no Brasil e na África”.Já às 14h, no mesmo local, será realizada a mesa “Guerra da Síria e seus refugiados”, que será composta pelos professores Gisele Fonseca Chagas, da UFF; Miriam Abduche Kaiuca; da UFRJ; e Miriam Alves de Souza, da UFF. A mediação será do professor Mohammed ElHajji, da UFRJ.

Confira abaixo a programação dos demais dias:

“Quartas em movimento”:

30/05/2018/ 10h-12h – Mesa: Venezuela, processo migratório e desdobramentos no Brasil.
Maiara Folly – Instituto Igarapé, Aryadne Bittencourt – PARES Cáritas RJ, Carolina Moulin – PUC-Rio, José Rafael Bolívar – Advogado, imigrante venezuelano.
Moderadora: Ângela Magalhães Vasconcelos – UFF.
Local: Auditório Manoel Maurício de Albuquerque, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha.
14h-17h – Lançamento de livro:  “A menina que abraça o vento – a história de uma refugiada congolesa” com Roda de conversa com crianças com exibição de  vídeo.
Coordenadora: Fernanda Paraguassú.
Local: Auditório da Decania – 2º andar, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha.

06/06/2018/ 9h-12h – Mesa: Migrações e Refúgio no Ensino Superior: dilemas e perspectivas.
Ângela Magalhães Vasconcelos – UFF, Ana Karina – UERJ, Charly Kongo – Caritas.
Moderadora: Daniele Grazinoli – UFRJ.
Local: Auditório Manoel Maurício de Albuquerque, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha.
14h-17h – Mesa: Cátedra Sérgio Vieira de Mello, suas especificidades, limites e perspectivas.
Ângela Magalhães Vasconcelos – UFF, Poliana Coeli – UERJ, Carolina Moulin – PUC-Rio, Charles Gomes – Casa Rui Barbosa, Vanessa Berner – UFRJ.
Moderador: Alexandre Ribeiro Neto – UERJ/FEBF.
Local: Auditório Manoel Maurício de Albuquerque, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha.

13/06/2018/ 9h-12h – Mesa: Migrações e Trabalho – Trabalho, vida cotidiana e lazer.
Rodrigo Castelo Branco – UNIRIO, Marcos Botelho – UFRJ, Marcelo Melo – UFRJ.
Moderadora: Cleusa Santos – UFRJ.
Local: Auditório Manoel Maurício de Albuquerque, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha.
14h-17h – Roda de conversa com os Curadores.
Local: Auditório da Decania – 2º andar, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha.
18h-21h – Filme com debate.
Local: Auditório da Decania – 2º andar, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha.

20/06/2018/ 9h-12h – Mesa: Migrações e refúgio em perspectiva histórica I.
Beatriz Kuschnir – Arquivo da Cidade, Guilherme dos Santos Cavotti Marques – UERJ/Ilha das Flores, Vitor Manoel Fonseca – Arquivo Nacional.
Moderadora:  Mônica Lima – UFRJ.
Local: Auditório Manoel Maurício de Albuquerque, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha.
14h-17h – Mesa: Migrações e refúgio em perspectiva histórica II.
Lená Medeiros – UERJ, Erica Sarmiento da Silva – UERJ, Sátiro Nunes – Ministério das Relações Exteriores.
Moderador: Hiran Roedel- UFRJ.
Local: Auditório Manoel Maurício de Albuquerque, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha.

04/07/2018/ 14h-17h – Mesa: Niñas/os e mayores compartilhando trajetórias e narrativas.
Moderadoras: Catalina Revollo Pardo – UFRJ, Vera Lucia dos Santos Garcia (Centro Social de Mayores)
Local: Auditório da Decania – 2º andar, Av. Pasteur, 250 Praia Vermelha. Foto abaixo: Meninos migrantes jogam futebol no Estádio do Maracanã. Acervo Pares-Cáritas.Sobre a curadoria “Migrações e refúgio”:

O Espaço Memória, Arte e Sociedade Jessie Jane Vieira de Souza, vinculado à Decania do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH), dá início à sua sexta curadoria: “Migrações e refúgio: presença, história e desafios no Rio de Janeiro”, em cartaz de 23 de maio a 30 de agosto. Além da exposição de fotografias sobre o cotidiano de migrantes e refugiados, a programação do “Quartas em movimento” contará com a realização de mesas de debates, rodas de conversa, exibição de filmes, lançamento de livros e atividades culturais.

O objetivo é propor a reflexão sobre a migração no Rio de Janeiro, em uma perspectiva histórica e na contemporaneidade. Os visitantes serão levados a conhecer e a debater o dia-a-dia, relações de trabalho, lazer, conflitos, políticas públicas e demais aspectos da vida das pessoas que vieram para esta cidade. Os debates contarão com a presença de professores, pesquisadores, estudantes, integrantes de coletivos, ativistas e demais profissionais com atuação sobre este tema.Sobre o Espaço Memória, Arte e Sociedade Jessie Jane Vieira de Souza:

O Espaço Memória, Arte e Sociedade Jessie Jane Vieira de Souza está localizado no segundo andar do prédio da Decania do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH), no campus universitário da Praia Vermelha da UFRJ. É um projeto institucional de integração acadêmica da Decania do CFCH e credenciado no Sistema Integrado de Museus, Arquivos e Patrimônio Cultural (SIMAP). Trata-se do primeiro espaço cultural da UFRJ inserido em Decania com a participação de todas as unidades deste Centro. Ele tem como objetivo promover exposições no campo das Ciências Humanas e Sociais, através da articulação com movimentos da sociedade civil, numa perspectiva transdisciplinar, sobre temas contemporâneos que articulam ensino, pesquisa e extensão. Foto abaixo: Concurso Nacional de Fotografia (ECOfoto) – 7ª Documenta de Foto.As atividades promovidas através deste projeto, construídas com a participação das unidades e órgãos suplementares do CFCH, instituições parceiras, incluem seminários, rodas de conversa, debates com projeção de filmes, feira de livros, entre outras. O Espaço tem como público-alvo preferencial estudantes da escola de educação básica das redes públicas, associações de moradores, estudantes de diferentes instituições de ensino superior, movimentos sociais, sindicatos, profissionais e gestores de políticas públicas, estando aberto à população em geral. Em suma, é um espaço formativo que potencializa as trocas entre os sujeitos e os saberes, promovendo maior integração entre a UFRJ e a sociedade. Foto abaixo de Stela Caputo.Sobre o “Boletim Vitrine da Memória”:

A edição de maio do Boletim Vitrine da Memória, produzido pela Biblioteca do CFCH, trará obras, fotografias e demais imagens sobre o tema – “Migração e Memória”.

Integrantes do Espaço Memória, Arte e Sociedade Jessie Jane Vieira de Souza da Decania do CFCH:

Unidades do CFCH/ Biblioteca do CFCH / Divisão de Memória Institucional da UFRJ – SiB/ Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro/ IBC/ Ouvidoria-geral da UFRJ

Programas, laboratórios/grupos de pesquisa e extensão da ufrj:

Programa de Pós-Graduação em Serviço Social/ Diapotics/ Núcleo Interdisciplinar de Estudos Migratórios/ LEÁFRICA/ MIGRAS/ SOISS/LOCUSS/ Cinead

Instituições externas:

UFF/ Laboratório de Políticas Públicas, Migrações e Refúgio/ UERJ/ UERJ/FEBF – Faculdade de Educação da Baixada Fluminense – PROMOVIDE/ PUC-Rio/ Cátedra Sérgio Vieira de Mello/ACNUR- UERJ/ Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores/ PARES Cáritas RJ/ Associação Mawon/ Centro Social de Mayores

VI Curadoria Migrações e Refúgio: Presença, História  e Desafios no Rio de Janeiro

Reitor da UFRJ: Roberto Leher

Vice-Reitora da UFRJ: Denise Fernandes Lopez Nascimento

Decana do CFCH: Lilia Guimarães Pougy

Vice-Decana  do CFCH: Mônica Lima e Souza

Superintendente Acadêmica da Decania do CFCH: Ludmila Fontenele Cavalcanti

Superintendente Administrativa da Decania do CFCH: Larissa Gaspar Alves

Coordenação de Integração Acadêmica de Pós-Graduação: Francisco Teixeira Portugal

Coordenação de Integração Acadêmica de Extensão: Marcelo Macedo Correa e Castro

Coordenação de Integração Acadêmica de Graduação: Mônica Lima e Souza

Coordenação do Espaço Memória Arte e Sociedade Jessie Jane Vieira de Souza: Ludmila Fontenele Cavalcanti-Francisco Teixeira PortugalCuradoria: Alexandre Ribeiro Neto-Ângela Magalhães Vasconcelos-Ariane Paiva-Cleusa Santos-Guilherme dos Santos Cavotti Marques-Helion Póvoa  Neto-Maria Regina Petrus-Mariléia Franco Marinho Inoue-Mohammed ElHajji-Mônica Lima  e Souza-UFRJ-Ludmila Fontenele Cavalcanti-Francisco Teixeira Portugal-Thiago Barcellos Loureiro-Lilia Guimarães Pougy-Marcelo Macedo Corrêa e Castro-Larissa Gaspar Alves-Cristina Riche-Hiran Roedel-Valdete Viana-Tavares da Silva Pinto-Adriana Almeida Campos-Camila da Silva Teixeira-Erica dos Santos Resende-Daniele Grazinoli-Alexandre Nascimento-Catalina Revollo Pardo-Gabriel Richard Barbosa Rodrigues-Gabriela dos Santos Bittencourt Cyrne-Matheus Oliveira de Paula-Renata Monte Alves-Grupo Tortura Nunca Mais do Rio de Janeiro-Victória Grabois-IBC-Ivan Finamore Araújo-Leonardo de Carvalho Augusto-Centro de Memória da Imigração da Ilha das Flores-Luis Reznik-Cátedra Sérgio Vieira de Mello/ACNUR- UERJ-Ana Karina Brenner-Mireille Muluia-Poliana Coeli Costa Arantes-Pares Cáritas RJ-Aline Thuller-Débora Marques Alves-Associação Mawon-Mélanie Montinard-Centro Social  de Mayores-Vera Lucia dos Santos Garcia-Projeto Gráfico, Expografia e Diagramação, Fábio Marinho

Divulgação: Pedro Barreto Pereira-Maria Cecília Rocha de Castro-Mercia Roseli

Colaboração: Miguel Camelo

Apoio  institucional: Decania do CFCH-Ana Maria Daniel da Silva-Gustavo Henrique D. dos Santos-Nelson Costa Pinheiro-Ronald Vizzoni Garcia

Biblioteca do  CFCH: Adriana Almeida Campos-Erica dos Santos Resende-Camila da Silva Teixeira-Maria Adelaide Pinto Queiroz-Sueli Palma Borges Paranhos

Divisão de Memória Institucional da UFRJ – SiBI: Andrea Queiroz-Samantha Eunice de M. M. Pontes

Central de Produção Multimídia: Cicero Rabello-Mauro Reis

Foto da capa: Connexion Nigéria-Haïti-Togo, à la feira da Chega Junto. Mélanie Montinard/Associação Mawon
Contatos com a imprensa: Pedro Barreto: [email protected]
Da Redação by Cleo Oshiro
Artigo anteriorEdson & Hudson e Otávio & Raphael são atrações da Festa do Peão de Americana.
Próximo artigoJornalistas estrangeiros chegam à Coreia do Norte
Cleo Oshiro
Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não. Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site