Os melhores e piores passaportes do mundo em 2016

Estatística COVID19 - Coronavírus

Total Global
Última atualização em:
Casos

Mortes

Recuperados

Active

Casos Today

Mortes Today

Critical

Affected Countries

Policiais brasileiros cumprem ordens ilegais

Policiais brasileiros cumprem ordens ilegais Um dos pilares do denominado Estado Democrático de DIREITO, é o de que existe um Estado / Poder Público juridicamente organizado,...

Força mental pode contar a favor do judô brasileiro na Olimpíada

Força mental pode contar a favor do judô brasileiro na Olimpíada No comando da seleção brasileira masculina de judô desde 2018, a sensei Yuko Fujii,...

Especialistas questionam estudo que invalidou uso de cloroquina

Especialistas questionam estudo que invalidou uso de cloroquina Após afirmar em artigo médico-científico que o uso da hidroxicloroquina não é eficaz e pode causar riscos...

Covid-19 Brasil: 465.166 casos confirmados, 27.878 mortes, 189.476 recuperados e 247.812 em recuperação

Covid-19 Brasil: 465.166 casos confirmados, 27.878 mortes, 189.476 recuperados e 247.812 em recuperação O balanço diário divulgado pelo Ministério da Saúde trouxe 26.928 novas pessoas...

Cidade de Nova Iorque flexibilizará parcialmente a economia a partir de 8 de junho

Cidade de Nova Iorque flexibilizará parcialmente a economia a partir de 8 de junho O governador de Nova York, Andrew Cuomo, diz que Nova York...

Os melhores e piores passaportes do mundo em 2016. Quando se trata de cruzar fronteiras internacionais, há um documento de viagem que abre mais portas do que qualquer outro.

E não é um passaporte dos EUA.

Os cidadãos alemães, ao que parece, têm o potencial para o maior mobilidade no mundo das viagens.

Com um passaporte alemão, os viajantes podem entrar em 177 de 218 países e territórios sem visto, de acordo com o Índice de Restrições de Visa 2016.

A lista, compilada anualmente desde 2006 pela empresa de consultoria com sede em Londres, Henley and Partners e da Associação Internacional de Transporte Aéreo (International Air Transport Association – IATA), classifica as nações pela forma como seus cidadãos viajam livremente, livres da burocracia de imigração burocracia.

Este ano, ele mostra que a cidadania de uma superpotência não tem a influência que já teve.

Os Estados Unidos, que ficou em primeiro lugar em 2014 e 2015, agora caiu para o quarto lugar.

Imediatamente atrás da Alemanha, mantendo sua posição como vice-campeão pelo segundo ano consecutivo, está a Suécia, com acesso sem visto para 176 países.

Finlândia, França, Itália, Espanha e Reino Unido – que estavam no topo da lista desde 2013 – estão agora empatados em terceiro lugar, tornando os cidadãos do Norte e Oeste da Europa os mais privilegiados em viagens internacionais.

O Japão e Coreia do Sul também estavam no grupo dos três primeiros em 2014 e 2015, mas caíram para o quinto e sexto lugar, respectivamente, este ano.

Bélgica, Dinamarca e Holanda estão ao lado os EUA na quarta.

Na outra ponta da lista, os países rotulados com os “piores passaportes,” estão o Afeganistão, a 104 posição, seguido pelo Paquistão, Iraque, Somália e Síria.

Com os dados cumulativos de 11 anos, o site permite aos usuários comparar as pontuações de vários países em uma lista, um mapa codificado por cores, e um gráfico de progresso de um país em relação às políticas de visto ao longo da década.

A Henley and Partners, uma empresa especializada em serviços de imigração e cidadania, explica que os requisitos de visto “refletem fortemente” as relações entre os países.

“Critérios que um país vai considerar quando se dá acesso, sem visto, aos cidadãos de outro país pode incluir relações diplomáticas, o regime de vistos recíprocos, riscos de segurança, ou riscos de violação dos termos do visto”, disse um representante da Henley and Partners à CNN.

Observando que nenhum país caiu mais de três posições, enquanto alguns fizeram grandes saltos, a empresa conclui que a liberdade de circulação, em termos de “acesso sem visto”, está, no geral, melhorando em todo o mundo.

Timor Leste, que ganhou a independência em 1999 e assinou um acordo de isenção de vistos mútuo com a UE, em Maio de 2015, fez a subida mais acentuada de 33 lugares para ficar em 57. Enquanto isso, a Colômbia, em 50º, subiu 25 pontos.

Hong Kong, uma região administrativa especial da China, caiu de 16 para 20 lugar.

Um aumento na riqueza do país, que permitiria aos cidadãos gastar o seu dinheiro em turismo, também pode significar um “quentes bem-vindo” de outros destinos.

A China ocupa hoje a 87 posição, empatado com o Camboja, tendo passado de 93 em 2015, depois que países como Japão, Coreia do Sul e EUA relaxaram as restrições de visto para turistas chineses.

Está, agora, acima do Chad e abaixo Serra Leoa.

O Reino Unido e Austrália também anunciaram planos para facilitar ainda mais os requisitos para atrair turistas chineses.

A grande disparidade entre a diferença de mobilidades para viagem de cidadãos é impressionante.

Os países ricos continuam a oferecer aos cidadãos, movimentos e oportunidades gratuitas em todo o mundo, enquanto os países devastados pela guerra e conflitos permanecem presos no degrau inferior da lista.

Afeganistão está em último desde 2010.

Aqueles desalojados pela violência e fugindo de guerras ou desespero econômico, também têm contribuído para a crescente onda de refugiados e migrantes que entram na Europa.

Retendo o primeiro lugar do Índice dos últimos dois anos, a Alemanha recebeu mais requerentes de asilo do que qualquer outro país industrializado em 2014, de acordo com as Nações Unidas.

Os melhores passaportes do mundo (por número de países que concedem a isenção de visto)

  1. Alemanha – 177
  2. Suécia – 176
  3. Finlândia, França, Itália, Espanha, Reino Unido – 175
  4. Bélgica, Dinamarca, Holanda, EUA – 174
  5. Áustria, Japão, Singapura – 173
  6. Canadá, Irlanda, Luxemburgo, Noruega, Portugal, Coreia do Sul, Suíça – 172
  7. Grécia, Nova Zelândia – 171
  8. Austrália – 169
  9. Malta – 168
  10. República Checa, Hungria, Islândia – 167
  11. Eslováquia – 165
  12. Liechtenstein, Malásia, Eslovénia – 164
  13. Letónia – 163
  14. Estónia, Lituânia – 162
  15. Polónia – 161
  16. Monaco – 160
  17. Chipre – 159
  18. San Marino – 156
  19. Chile – 155
  20. Hong Kong – 154

World’s worst passports

94. Liberia — 43
95. Burundi, North Korea, Myanmar — 42
96. Bangladesh, Democratic Republic of Congo, Lebanon, Sri Lanka — 39
97. Kosovo, South Sudan, Yemen — 38
98. Eritrea, Ethiopia, Iran, Nepal, Palestinian Territory, Sudan — 37
99. Libya — 36
100. Syria — 32
101. Somalia — 31
102. Iraq — 30
103. Pakistan — 29
104. Afghanistan — 25

by Elaine Yu, CNN

Fonte: CNN http://edition.cnn.com/2016/03/01/travel/worlds-best-worst-passports/index.html

SourceCNN

Brasil

Policiais brasileiros cumprem ordens ilegais

Policiais brasileiros cumprem ordens ilegais Um dos pilares do denominado Estado Democrático de DIREITO, é o de que existe um Estado / Poder Público juridicamente organizado,...

Força mental pode contar a favor do judô brasileiro na Olimpíada

Força mental pode contar a favor do judô brasileiro na Olimpíada No comando da seleção brasileira masculina de judô desde 2018, a sensei Yuko Fujii,...

Covid-19 Brasil: 465.166 casos confirmados, 27.878 mortes, 189.476 recuperados e 247.812 em recuperação

Covid-19 Brasil: 465.166 casos confirmados, 27.878 mortes, 189.476 recuperados e 247.812 em recuperação O balanço diário divulgado pelo Ministério da Saúde trouxe 26.928 novas pessoas...

Artigos relacionados

Especialistas questionam estudo que invalidou uso de cloroquina

Especialistas questionam estudo que invalidou uso de cloroquina Após afirmar em artigo médico-científico que o uso da hidroxicloroquina não é eficaz e pode causar riscos...

Cidade de Nova Iorque flexibilizará parcialmente a economia a partir de 8 de junho

Cidade de Nova Iorque flexibilizará parcialmente a economia a partir de 8 de junho O governador de Nova York, Andrew Cuomo, diz que Nova York...

Usina de urânio da Coreia do Norte ainda continua em operação diz grupo de pesquisa

Usina de urânio da Coreia do Norte ainda continua em operação diz grupo de pesquisa Um grupo de pesquisa norte-americano informa que imagens de satélite...
Translate »