Fernanda Cunha: Lança CD Olhos de mar com músicas inéditas. Dia 1 de setembro de 2015 a cantora Fernanda Cunha lançou seu 6º CD, o primeiro exclusivamente de músicas inéditas. Cristóvão Bastos compôs Olhos de mar que dá título ao disco. Além de Cristóvão Bastos, há inéditas de Antonio Adolfo, Filó Machado, Daniel Gonzaga, Carlinhos Vergueiro, Denilson Santos, uma canção inédita de sua mãe Telma Costa e Tite de Lemos (ambos falecidos em 89), e duas músicas do guitarrista Canadense Reg Schwager com letra de Fernanda. Os arranjos foram feitos por Cristóvão Bastos, Jorjão Carvalho e Zé Carlos, que também tocam no disco. Além deles, participam do CD o baterista Edson Ghilardi, a pianista Camilla Dias em 2 faixas e o guitarrista e violonista Reg Schwager em 2 faixas.

10532538_1599549506934375_4426521015362553089_n

Fernanda veio de uma família extremamente musical: é filha da saudosa cantora Telma Costa (que dividiu os célebres vocais com Chico Buarque na música “Eu te amo” na década de 80), e sua avó Maria Aparecida Costa era pianista e professora de canto coral.

A cantora rendeu-se de vez à musica depois de sua primeira apresentação no Rio de Janeiro no final de 1997. A partir daí se apresentou em todo o circuito carioca ao lado de grandes músicos, até seguir para os Estados Unidos onde gravou seu primeiro CD “ O tempo e o lugar” (2002).10526012_681716501899246_1366320702353299151_n

No ano de 2004 Fernanda gravou no Rio de Janeiro seu segundo CD “Dois corações” interpretando Johnny Alf e Sueli Costa com participação dos homenageados. “Dois corações” levou Fernanda a importantes palcos no Brasil e à sua primeira turnée no Canadá em 2005, país onde retorna desde então todos os anos para se apresentar nos mais importantes festivais de jazz, tais como “Vancouver International Jazz festival”.

Em 2007, ano em que Tom Jobim faria 80 anos, a cantora gravou um álbum em duo com o violonista Zé Carlos interpretando as parcerias de Tom Jobim e Chico Buarque. Com esse repertório se apresentou em 3 importantes teatros em Portugal: Centro Olga Cadaval, Esmae no Porto e Teatro São Luiz em Lisboa.

Em 2009 gravou o disco “Brasil-Canada” interpretando compositores dos dois países, em retribuição à excelente receptividade do público Canadense.

Fernanda lançou em 2012 o seu 5º álbum em comemoração aos seus 15 anos de carreira. O CD intitulado “Coração do Brasil” trazia algumas músicas não conhecidas do grande público e alguns clássicos da musica brasileira de Tom Jobim ,Ivan Lins, Sueli Costa, Noel Rosa e Haroldo Barbosa. A turnê de “Coração do Brasil” começou no Rio de Janeiro, seguiu para São Paulo , Juiz de fora, São Luis do Maranhão, 4 cidades em Portugal (Porto, Vila Real, Lisboa e Évora) , e terminou no Canadá ( Toronto, Kitchener, Edmonton e Saskatoon) .

10906306_1599569910265668_8423014697689234435_nAlém do Brasil,Canadá e Portugal, a cantora tem feito apresentações em vários países como Espanha(Jazz Iberia festival), França(Jazz a Juan), Dinamarca(Aarhus Jazz festival), Austria(Wien Jazz festival), Malasia(Borneo Jazz) e Argentina(Jazz AL Fin e Notorious).

Fernanda Cunha foi jurada do 26º Festival Universitário da Canção de Ponta Grossa(PR) em 2013, ministrou workshops para músicos na Universidade de Hamilton no Canadá, produziu o CD “Amor Blue” da compositora Sueli Costa com participação de Maria Bethania, Nana Caymmi, Simone e da própria Fernanda. Participou de discos de outros músicos como o compositor mineiro Marcio Hallack e do australiano Ray Piper.

É membro do Grammy latino desde 2007.11885293_1681181302104528_1452772747215126717_n

Fernanda tem se apresentado no Brasil e exterior, onde já mostrou sua música em diversos lugares como:

  • Beco das garrafas- Rio de janeiro
  • Casa de artes de Paquetá- Rio de janeiro – 06/7 e 07/07 Gravação CD Olhos de mar – 2014:
  • TV Record News apresentado por Heródoto Barbeiro
  • Museu da Casa Brasileira- São Paulo
  • Programa Mais Cultura – TV CULTURA
  • Programa Todo Seu- Ronnie Von- TV GAZETA
  • Tribuna Independente- REDE VIDA
  • Sala Baden Powell – Rio de Janeiro
  • Casa do Núcleo, São Paulo- Brasil
  • São Luis do Maranhão
  • Teatro Helena Sá e Costa –ESMAE- Porto, Portugal
  • Douro jazz festival, Vila Real- Portugal
  • Museu da Música, Lisboa, Portugal
  • Armazem 8- Évora- Portugal
  • Fnac Cascais- Lisboa, Portugal
  • University of Toronto (Canadá)
  • Jazz room, Kitchener, Canadá
  • Yardbird Suite, Edmonton (Canadá)
  • Saskatoon Jazz society, (Canadá)
  • Ano do Brasil em Portugal – Lisboa, Portugal
  • Ig Jazz festival, Austria –
  • Mamm Juiz de Fora, Brasil – Sofitel Rio de Janeiro, Brasil
  • Sofitel Rio de Janeiro, Brasil
  • Alianaits Arts Festival, Iqaluit, NU – Canada
  • Old Mill Toronto, Canada
  • Jazz Room, Waterloo, Canada
  • – Teatro Café pequeno, Rio de Janeiro, Brasil
  • – Notorious jazz, Buenos Aires, Argentina
  • – Harvest of music festival,Qualicum beach ,BC, Canada
  • – Performance Works, Vancouver, Canada
  • – Yukon Jazz series (Whitehorse,Dawnson, Haines Junction),
  • – Masterclass in Mohawck College in Hamilton, Canada
  • – Hart House, U of T , Toronto, Canada
  • – The Jazz room, Kitchener, Canada
  • – Wien Jazz festival –Austria
  • – Aarhus Jazz festival –Dinamarca
  • – Jazz a Juan –França
  • – Centro Olga Cadaval, Sintra Portugal
  • – Teatro Helena Sa Costa/ESMAE, Porto Portugal
  • – Jazz al fin festival -Ushuaia, Argentina
  • – Borneo Jazz festival – Malasia
  • – IgJazz- Austria
  • – Teatro Sao Luiz- Lisboa, Portugal
  • – Centro Cultural Cascais, Portugal
  • – Ondajazz, Lisboa, Portugal
  • – JazzIberia, Espanha
  • – Vancouver International Jazz festival, Canada (2007,2008,2009,2010)
  • – Medicine Hat, Alberta, Canada
  • – Toronto Jazz Festival, Canada
  • – Canto da primavera festival, Goias, Brasil
  • – Sesc Santana, São Paulo, Brasil
  • – Edmonton Jazz festival Canada
  • – The Dream, Penticton, Canada
  • – The Gig Theatre, Kitchener, Canada
  • – Kamloops Canada Day
  • – Fernie arts centre, Canada
  • – Yardbirdsuite, Edmonton Canada
  • – Beatniq Jazz, Calgary Canada
  • – Concerto com Johnny Alf, Sesc Rio de Janeiro Brasil
  • – Telemig celular festival, Belo Horizonte, Brasil
  • – Mercado Cultural da Bahia, Salvador, Brasil
  • – Vinicius, Rio de Janeiro, Brasil( 1997 a 2011)
  • – Shaker heights jazz festival, USA

Radio Shiga by Cleo Oshiro

Facebook: https://www.facebook.com/fernandacunha.cantora
Youtube: https://www.youtube.com/user/fernandacunha02
Website: www.fernandacunha.com
Contato: Email: [email protected]
Contato para shows: 55 (11) 3083-4628

Flyer Fernanda Cunha Red

Artigo anteriorPapa “está determinado” em avançar com reformas na Igreja
Próximo artigoJapão quer distribuir medicamentos com drones em 2018
Cleo Oshiro
Sou a Cleo Oshiro, uma mineira que no ano de 2002 optou por viver no Japão com a família. Em 2010 a Revista GVK Internacional no Brasil, especializada em karaokê, me descobriu no Orkut e através da minha paixão pela música e karaokê, decidiram fazer uma matéria sobre minha vida aqui no Japão, afinal foi aqui na cidade de Kobe que ele surgiu e se espalhou pelo mundo. Com a repercussão da matéria, eles me convidaram para ser a Correspondente Internacional da revista no Japão e aceitei o desafio e não parei mais. Fui Colunista Social por 2 anos no Portal Mie/Japão, da Revista Baladas Internacional/ Suiça, na BDCiTV/EUA e na Revista Biografia/ Brasil, realizando entrevistas com várias personalidades do meio artístico. Minhas matérias são para divulgar o trabalho dos artistas, sem apelos sensacionalistas, mesmo porque meu foco é mostrar a imensidão de talentos espalhados pelo mundo sejam famosos ou não. Atualmente faço parte da equipe da Rádio Shiga, onde faço matérias artísticas e sou a idealizadora do programa musical The Best Of Brazilian Music em parceria com o Omote-san. O programa foi suspenso devido problemas interno, mas o tempo em que esteve no ar levava a música brasileira à outros países da Asia. O programa The Best Of Brazilian Music era apresentado em inglês pela DJ Shine Dory, uma filipina apaixonada pela MPB e Bossa Nova. A escolha pelo idioma foi para alcançar japoneses e estrangeiros que vivem no Japão, já que inglês é um idioma universal e os brasileiros já contavam com o acesso as informações dos artistas através das matérias publicadas por mim no site