Igrejas cristãs atacadas em Lahore, Paquistão

Segundo fontes oficiais, duas explosões mataram pelo menos 14 pessoas perto de duas igrejas em um bairro cristão da cidade paquistanesa de Lahore.

Mais de 70 pessoas ficaram feridas nas explosões que alvejaram fiéis que frequentam a missa de domingo nas igrejas na área de Youhanabad.

Protestos violentos eclodiram depois das explosões, com uma multidão que linchou dois homens acusados de envolvimento nos ataques.

A comunidade cristã do Paquistão tem sido frequentemente alvo de militantes.

Uma facção do taliban paquistanês que se autodenomina Jamatul Ahrar assumiu a autoria dos ataques.

Testemunhas dizem que homens-bomba foram responsáveis pelas explosões, mas a polícia ainda não confirmou.

Os terroristas detonaram seus explosivos perto dos portões da St John’s Catholic Church and Christ Church.

A woman mourns a family member killed in a suicide bombing
Os terroristas tiveram como alvo cristãos que assistiam à missa domingo de manhã
Exterior of church targeted in Lahore
Portões de uma das igrejas foram destruídos pelas explosões
Pakistani women mourn the death of a relative in the church attack
Parentes das vítimas consolando-se
Christians protest in Faisalabad
Com a notícia dos ataques, ristãos de outras partes do Paquistão tomaram as ruas em protesto

 

Uma grande multidão se reuniu no local das explosões, em protesto contra a falta de segurança.

A multidão também atacou dois homens, acusados de envolvimento nas explosões, matando-os. Fotografias da cena mostrava uma multidão atacando os corpos dos homens em chamas.

Manifestantes carregando bastões bloquearam a Lahore Ferozepur Road. Imagens da televisão local mostraram uma estação de ônibus sendo atacada.

“Tumulto na porta da igreja ‘

Amir Masih, testemunha citada pela agência de notícias Reuters, disse ter ouvido uma explosão perto de uma das igrejas.

“Eu corri para o local e viu a luta de um guarda de segurança com um homem que estava tentando entrar na igreja”, disse ele.

O homem explodiu depois de não conseguir entrar na igreja, segundo o Sr. Masih disse à Reuters.

Guard outside Lahore church, 2013
A segurança nas igrejas foi reforçada após ataques anteriores no Paquistão
Pakistani Christians praying at Easter
A minoria cristã do Paquistão sofre discriminação, bem como ataques de militantes

Primeiro-ministro paquistanês Nawaz Sharif e o presidente Mamnoon Hussain condenaram os últimos atentados.

Tahir Naveed Chaudhary, o presidente do Pakistan Minorities Alliance, um grupo de direitos humanos, disse que os ataques em Lahore demonstrou o fracasso do governo em proteger as minorias.

O exército paquistanês iniciou, ano passado,  uma ofensiva contra bases militantes na região montanhosa a noroeste do país  na fronteira com o Afeganistão. Como desdobramentos, o taliban paquistanês têm ameaçado com ataques em resposta.

No entanto, Lahore, a capital da província de Punjab densamente povoada, escapou da maior parte da violência militante e é visto como uma cidade relativamente tranquila.

Pelo menos 80 pessoas foram mortas por homens-bomba em uma igreja na cidade paquistanesa de Peshawar, em 2013, no que é considerado o mais mortífero ataque os cristãos do país.

Os cristãos representam menos de 2% da população esmagadoramente muçulmana do Paquistão.

Map showing Lahore

Fonte: bbc.com